Notícias Projeto M.A.E

Mais de 4.500 mulheres do projeto M.A.E participam do I Encontro Regional no Maracanãzinho

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, o Reitor da Uerj, Dr. Ricardo Lodi, além de outras autoridades do estado, participaram na manhã desta quinta-feira (10/3), do I Encontro Regional do Projeto M.A.E - Mulheres Apoiando a Educação, no estádio do Maracanãzinho, Zona Norte do Rio.

O projeto é uma ação do Governo do Estado, através da parceria da Seeduc com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, que tem por objetivo trazer alunos de volta às salas de aula, tendo as mães como agentes auxiliadoras nessa ação.

Entre as principais atribuições dessas mulheres estão a busca ativa dos estudantes que não renovaram a matrícula, a orientação aos familiares dos estudantes quanto a importância da frequência nas aulas, a avaliação do cumprimento das medidas sanitárias contra covid-19, entre outras.

Os resultados do combate à evasão escolar já podem ser sentidos nas secretarias das escolas como, por exemplo, no CE João Baptista de Mattos, em Coelho Neto, onde 203 dos 312 alunos evadidos (65%) regressaram à escola em apenas um mês de trabalho de cinco dessas mães. Segundo a diretora regional pedagógica Maria Stella, o impacto imediato do projeto na unidade, conhecida carinhosamente como ‘Baptistão’, é fruto do trabalho de excelência das mães.


O governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, destacou a importância da parceria entre mães e educadoras contra a evasão escolar.

– Vocês são peças fundamentais para que a gente possa trazer os alunos de volta à escola, motivá-los e mostrar para eles o lado bom da educação. Somente através da educação mudaremos esse país – falou o governador.

O secretário de Educação do Estado do Rio de Janeiro, Alexandre Valle, enalteceu o desempenho das mais de 6 mil mulheres que participaram do projeto nesses primeiros meses.

– A força, a fibra, a dedicação e a capacidade ilimitada de adaptação já estão mudando a realidade das nossas unidades escolares – disse o secretário.

Neste primeiro encontro foram convidadas 4.500 mulheres que atuam nas Regionais Metropolitanas e na Baixada Litorânea, além de diretores de escolas e demais profissionais de Educação. A atriz e apresentadora Babi Xavier fez uma palestra motivacional para as mães com o tema Apoio às Mães na Educação dos seus filhos, destacando o papel das mulheres como o elo da família com a escola.

– Foi muito interessante e enriquecedora a palestra da Babi. Foi show! – contou dona Fernanda, integrante do Projeto M.A.E.

Em breve, a Seeduc irá promover outros encontros com as mulheres das demais Regionais do interior do estado, a fim de levar o evento para todas as seis mil mães que compõem o projeto.

Confira o passo a passo da criação da conta

Participantes do projeto M.A.E – Mulheres Apoiando a Educação que foram alocadas nas escolas já podem realizar a abertura de conta.⁣

O processo pode ser online ou presencial.⁣

Acesse o link: https://www.seeduc.rj.gov.br/m-a-e

Começa o projeto Mulheres Apoiando a Educação da Seeduc

Mães classificadas no processo seletivo compareceram nas escolas

Na quinta-feira (23/12), as candidatas classificadas no processo seletivo do projeto M.A.E – Mulheres Apoiando a Educação -, se apresentaram nas unidades escolares, onde foram alocadas para trabalhar. A iniciativa visa colocar as mães de alunos como protagonistas na busca ativa, tendo como principal objetivo o aumento da frequência e a diminuição da evasão escolar causada pela pandemia da Covid-19


O impacto da pandemia atingiu a todos, principalmente às famílias de baixa renda. Além de destacar o importante papel familiar na formação de cada estudante, a ação do Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Educação e a Uerj, tem intuito de auxiliar mulheres que estavam em dificuldades financeiras devido ao período turbulento que o Brasil e o Mundo vivem. Foram selecionadas mais de 9 mil mães que atuarão nas 1.230 escolas da rede pública estadual de ensino.


A responsável Aline Barbosa, de 42 anos, mãe de 5 filhos, sendo dois estudantes da rede estadual, reforça a importância do programa para as mães e alunos. Segundo ela, a renda do projeto vai proporcionar uma melhor qualidade de vida a sua família, visto que ela e seu esposo estavam desempregados. "É uma oportunidade incrível para nós que estamos há tanto tempo desempregadas. Esse contato da família com a escola também é essencial para o desenvolvimento do aluno".


A mãe Fabiana Araújo, de 41 anos, esteve no Colégio Estadual Amaro Cavalcanti, no Largo do Machado, acompanhada de sua filha Tauane e neta Millena. Para a família Araújo, o programa vai ser um grande aliado na renda familiar.


Nas unidades escolares, as mães selecionadas puderam acompanhar um vídeo de boas-vindas do secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, e uma apresentação inicial do projeto, além de uma aula inaugural de capacitação. A diretora Maria Penha, do Colégio Estadual Amaro Cavalcanti, falou como o projeto vai ajudar a comunidade escolar.

- As mães já possuem um vínculo com os seus filhos e os colegas deles. Elas serão de um grande ganho dentro do processo de busca ativa dos alunos - declarou

Governador e secretário de Estado de Educação lançam programa M.A.E de combate à evasão escolar

Iniciativa visa colocar as mães de alunos como protagonistas na busca ativa

O governador Cláudio Castro e o secretário de Estado de Educação Alexandre Valle lançaram, nesta segunda-feira (29/11), o projeto M.A.E – Mulheres Apoiando a Educação, que contará com a participação de mulheres de baixa renda, além de assistentes sociais que estarão presentes em 1.230 escolas, com o intuito de aumentar a frequência e evitar a evasão escolar causada pela pandemia da Covid-19.

A iniciativa prioriza a retomada segura dos alunos, após mais de um ano longe das dependências escolares. Com este objetivo, serão realizadas diversas atividades, tendo as mães como agentes fundamentais nesse processo. Elas trabalharão dando suporte à equipe pedagógica e social, além de auxiliar no fortalecimento da relação entre a família do aluno e a unidade escolar, atuando como “embaixadoras” da escola na comunidade.

- O impacto da pandemia para toda a rede de ensino do estado foi muito grande, mas afetou principalmente os estudantes. Agora, com a retomada das atividades, é hora de garantir todo o suporte necessário para que eles tenham todas as condições de frequentar as aulas com tranquilidade – frisou o governador Cláudio Castro.


O secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, disse que a medida visa destacar o importante papel que a família tem na formação de cada aluno.

- A Seeduc precisa fazer com que exista mais pertencimento de todos os envolvidos quando se trata de ensino. É fundamental que os alunos e suas famílias entendam que a escola é uma continuidade de seus lares – declarou.

O programa, que deve alcançar aproximadamente 9.400 mulheres, não substituirá as atividades de trabalhadores efetivos ou terceirizados das unidades. A carga semanal é de 30 horas, com 6 horas por mês de avaliação e treinamento, com uma bolsa mensal de R$ 1.000 durante um ano. Toda diretriz pedagógica e técnica permanecerá sob coordenação da Equipe Diretiva e do assistente social.

Mães de alunos da rede estadual do Rio vão formar 'batalhão' contra a evasão escolar

Ao todo, 9.390 mulheres serão encarregadas de estabelecer diálogos com as famílias dos estudantes que abandonaram o colégio.

Mães de alunos da rede estadual de ensino do Rio vão formar um verdadeiro batalhão contra a evasão escolar e os baixos índices de frequência. O quadro, acentuado com a pandemia da Covid-19, atinge atualmente cerca de 13% (quase 95 mil) dos 730 mil alunos da rede, de acordo com o secretário estadual de Educação, Alexandre Valle. Para reverter esse panorama, 9.390 mulheres serão encarregadas de estabelecer diálogos com as famílias dos estudantes que abandonaram o colégio nesse período. Elas passaram por um processo seletivo, no qual tiveram que comprovar vínculo direto com alunos que apresentaram boa frequência escolar. E receberão, para exercer essa função, uma bolsa-auxílio de mil reais.

O trabalho delas, de acordo com o secretário, já começa em janeiro, quando o enfoque será as matrículas nas 1.230 unidades da rede para o ano que vem.

— As voluntárias vão auxiliar as equipes da secretaria na busca do aluno para a sala de aula. Em janeiro, os esforços serão específicos para os estudantes que ainda não fizeram as matrículas ou rematrículas. Até lá, todas vão passar por um processo de capacitação com objetivo de estabelecer diálogos com familiares e alunos. Para isso, criamos uma parceria com assistentes sociais da Uerj. É necessário entender o porquê das ausências e, a partir daí, trabalhar com foco para que os estudantes voltem às aulas — diz Valle.

Uma das selecionadas para integrar o projeto, a dona de casa Fernanda Costa Gonçalves, diz que foi atraída para a iniciativa pela oportunidade de conversar com outras famílias e incentivar jovens a retomar os estudos. Além disso, ela confessa que a ajuda de custo virá no momento certo.

— Essa iniciativa foi de grande valor e veio em uma boa hora. Estava há um tempo desempregada e, agora, estou muito feliz e ansiosa para contribuir com os alunos. Vou dar o meu melhor e cuidar deles como cuido do meu filho — afirma.

UERJ e Seeduc lançam processo seletivo com mais de 1,5 mil vagas para assistentes sociais

Projeto pretende contratar cerca de 1,5 mil assistentes sociais, que serão peças essenciais para o desenvolvimento do programa

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc-RJ), publicou nesta segunda-feira, 17, o edital para o processo seletivo dos profissionais que auxiliarão no projeto M.A.E - Mulheres Apoiando a Educação, ligado ao Projeto Escola Criativa e de Oportunidades – ECO.

A previsão é contratar cerca de 1,5 mil assistentes sociais, que serão peças essenciais para o desenvolvimento do programa. Eles ajudarão os estudantes e suas famílias especialmente nos aspectos socioeconômicos, cuidando do bem-estar dos alunos da rede estadual.

Os requisitos para participar do processo seletivo e as demais informações, podem ser encontradas em: https://prossim.uerj.br/carregar_selecao/33=

Siga nossas redes e fique por dentro de todas as novidades!