Notícias

Governo do Rio retoma programa para estimular jovens de baixa renda

O Renda Melhor Jovem vai oferecer oportunidades de crescimento pessoal e social a alunos do ensino público, que terão direito a benefício financeiro a cada aprovação


O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Educação e da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, retomou o Programa Renda Melhor Jovem para estudantes em condições de vulnerabilidade social matriculados na rede estadual. A iniciativa oferece oportunidades de desenvolvimento pessoal e social, além de contribuir para o aumento da taxa de alunos que concluam o Ensino Médio Regular, Integrado ou Técnico e Profissional.

O participante do Renda Melhor Jovem tem direito a um benefício financeiro a cada aprovação no Ensino Médio. Após a confirmação de aprovação na 1ª série do Ensino Médio, o beneficiário recebe R$ 700; valor é R$ 900 quando passa da 2ª série do Ensino Médio; e R$ 1.000 na conclusão do Ensino Médio.

- Queremos estimular a capacidade dos jovens em condições de vulnerabilidade social de planejar o futuro, suas aspirações pessoais, profissionais, sociais e financeiras, através da elaboração de um Projeto de Vida - afirma o governador Cláudio Castro.

Há requisitos básicos para participar do projeto: ter 18 anos incompletos; estar matriculado na rede estadual; apresentar condição de extrema pobreza e sua família estar inscrita no Cadastro Único, Bolsa Família ou Supera Rio. Além disso, ser aprovado, sem dependência, no período de três anos.

- O objetivo é também promover autonomia, propiciar desenvolvimento social e profissional e incentivar os jovens para que sejam vetores de mudança e agentes ativos para o desenvolvimento pessoal, familiar e comunitário em sua região - disse o secretário de Educação, Alexandre Valle.

As atividades do programa são complementares à Educação Básica, sendo realizadas no contraturno das atividades pedagógicas escolares. As ações terão como base as matrizes de desenvolvimento humano, capacitação profissional e empreendedorismo. Os jovens matriculados no 1° ano do Ensino Médio passarão por um ciclo de três anos no Renda Melhor Jovem, enquanto que os do 2° ano terão dois anos, e por último, os do 3° ano com apenas um ano.

Entre os objetivos específicos do Programa Renda Melhor Jovem estão disponibilizar apoio qualificado e acompanhamento contínuo ao jovem para o fortalecimento de habilidades socioemocionais e para a elaboração e implantação do seu Projeto de Vida, através de Tutoria individual ou em grupo;⁣ e promover acesso à Qualificação Profissional visando ao desenvolvimento de competências técnicas associadas às demandas do jovem referentes ao mundo do trabalho e ao desenvolvimento de seu Projeto de Vida.

A finalidade é também garantir transferência de renda para viabilizar o planejamento financeiro para a implementação do seu Projeto de Vida e contribuir para o desenvolvimento econômico local sustentável através do estímulo à fixação e permanência dos jovens no território.

Secretário de Educação participa de reunião sobre o programa Cidade Integrada

Além desta agenda com o governador, o secretário Alexandre Valle visitou o colégio Luiz Carlos da Vila





Nesta sexta-feira (21/1), o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, esteve na Cidade da Polícia, no Jacarezinho, para um encontro com o governador Cláudio Castro e os demais secretários de Estado do Rio de Janeiro. O encontro teve como pauta o projeto Cidade Integrada.


A ocupação social definida pelo Estado vai contar com a participação de diversas secretarias, entre elas a de Educação, que já se faz presente no local por meio do Colégio Estadual Compositor Luiz Carlos da Villa, que será reformado.


Além de conhecer a diretora da escola, Angela do Nascimento Guedes, Valle também conversou com moradores e lideranças da localidade.

Estudantes de Guaratiba ganharão mais um colégio da rede estadual no município

Com a construção do Colégio Estadual Zilda Arns, mais de dois mil alunos serão beneficiados. O valor do investimento para esta execução é de 16 milhões.


O governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, e os secretários de Educação, Alexandre Valle, e de Infraestrutura e Obras (Seinfra), Max Lemos, assinaram, na manhã desta quinta-feira (20/01), a ordem de serviço para dar início a construção do Colégio Estadual Zilda Arns, em Guaratiba, Zona Oeste da capital fluminense. Com a implementação desta obra, mais de dois mil alunos da região serão beneficiados.


O Colégio Estadual Zilda Arns ofertará do 1º ao 3º ano do Ensino Médio. A nova escola, em equipamento modular, será construída com acessibilidade, e seguindo os preceitos acerca da sustentabilidade nas unidades de ensino. Com 23 salas de aulas, biblioteca, auditório, laboratórios multidisciplinares de informática, ciência, matemática, biologia, física e química, salas de arte e multimídia, quadra poliesportiva, vestiário e pátio coberto. A previsão para a conclusão da obra é de aproximadamente oito meses, após a emissão da ordem de início dos serviços.


— A construção dessa unidade é fruto do olhar atencioso do governador Cláudio Castro e do secretário Max Lemos para a Educação. A obra será fundamental para suprir a carência de vagas na localidade e vai ao encontro do nosso objetivo de construir escolas na capital - declarou o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle.

Seeduc promove evento de abertura da Chamada Pública para Agricultura Familiar 2022

Nesta quinta-feira (13/1), a Secretaria de Estado de Educação realizou a abertura da Chamada Pública para Agricultura Familiar 2022. A solenidade aconteceu no auditório da Seeduc, no Santo Cristo e contou com a presença de diversos cooperativados, produtores familiares e membros do governo Federal e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica - Fundeb.


Marcelo Costa, presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio de Janeiro - EMATER, que representou o secretário de Estado de Agricultura, Marcelo Queiroz, afirmou que a Seeduc acelerou o processo:


“A secretaria adiantou o lançamento dos editais esse ano, com isso, além de suprir nutricionalmente os alunos e a comunidade escolar, é possível contar com produtos saudáveis e sustentáveis, produzidos próximos às escolas. Hoje temos um ambiente extremamente bom para trabalhar”, disse.


Representando o Fundeb, a coordenadora-geral do Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE, Karine Santos, demonstrou entusiasmo com o processo: “O FNDE fica muito contente quando se depara com uma gestão tão proativa. Lançar um edital nos primeiros de janeiro é sair na frente, é inovador e nos dá a dimensão da importância da agricultura familiar para a Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro, entendendo que são esses os alimentos mais saudáveis para serem fornecidos aos nossos estudantes”, declarou.


Marco Antônio, produtor familiar, também endossou a fala dos demais: “Estou vendo um trabalho brilhante sendo feito pela secretaria. Acredito que vamos alcançar resultados que jamais conseguimos antes. Minhas expectativas são excelentes e tenho a certeza que a secretaria está trabalhando para avançar. Para nós isso aqui é um divisor de águas, é sair da pobreza, é fazer com que aqueles que produzem menos possam fornecer para alimentação escolar.


Representando o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, o subsecretário de Gestão Administrativa, Leonardo Morais, agradeceu a presença de todos e declarou que a Seeduc irá continuar trabalhando firme para manter as parcerias necessárias ao bem-estar dos alunos, olhando com carinho para a comunidade no entorno das escolas, especialmente ao produtor familiar.

Confira o passo a passo da criação da conta

Participantes do projeto M.A.E – Mulheres Apoiando a Educação que foram alocadas nas escolas já podem realizar a abertura de conta.⁣

O processo pode ser online ou presencial.⁣

Acesse o link: https://www.seeduc.rj.gov.br/m-a-e


Seeduc faz Chamada Pública para alimentação escolar

Medida busca garantir a qualidade dos produtos das unidades escolares

A Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro divulgou o chamamento público para a aquisição de gêneros alimentícios vindos da Agricultura Familiar e do Empreendedor Familiar Rural ou suas organizações. Os agricultores interessados devem ficar atentos ao Edital e ao calendário publicados no site da Seeduc (clique aqui) e a primeira etapa do processo terá início dia 02 de fevereiro.

Através do Programa de Agricultura Familiar (PNAE), ocorre o desenvolvimento local e regional, incentivo ao aumento da produção, aumento da oferta de alimentos, fortalecimento da economia local e regional, valorização e o resgate dos costumes alimentares tradicionais e incentivo a hábitos alimentares saudáveis.

Do total dos recursos financeiros repassados pelo Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), no âmbito do PNAE, deverão ser utilizados - no mínimo 30% (trinta por cento) - na aquisição de gêneros alimentícios diretamente da Agricultura Familiar e do Empreendedor Familiar Rural ou suas organizações, priorizando os assentamentos da reforma agrária, as comunidades tradicionais indígenas e comunidades quilombolas.

É obrigatório e de extrema importância a aquisição de gêneros alimentícios pelas unidades escolares de agricultores familiares, associações e/ou cooperativas através da Chamada Pública. É uma iniciativa que busca dar qualidade e a quantidade necessária de produtos para as escolas da rede pública estadual.

Estudantes da Maré conquistam o 1º lugar em torneio de robótica

Alunos do projeto Peritech, do Colégio Estadual João Borges de Moraes, na Maré, Zona Norte do Rio de Janeiro, acabam de conquistar o 1º lugar na fase nacional do Torneio Brasil de Robótica - TBR Brasil – 2021, na categoria “Mérito Científico”. Desde o seu início, em 2019, a unidade escolar vem conquistando, anualmente, os primeiros lugares em competições nessa área.

O projeto de robótica Peritech - Periferia & Tecnologia na Maré conta com o apoio da associação “Redes da Maré” e tem por objetivo oferecer aos alunos da unidade formações em tecnologia, robótica e informática, promovendo o protagonismo jovem.

Integraram a equipe de 2021 os estudantes do Ensino Médio Artur Castro, Camille Soares, José Rodrigo Leão, Judy Beatriz Faria, Lucas Ribeiro, Mariane Macário de Azevedo , Mylena Nascimento Alves, Nathanael Damasio da Silva Rangel Coelho e Sabrina Souza de Andrade. A aluna Judy Beatriz Faria foi destaque na equipe e conquistou uma bolsa de 100% em uma universidade paulista.


Essas conquistas também têm dado destaque ao trabalho da unidade que, dentro da sua proposta pedagógica, vem estabelecendo parcerias institucionais e abrindo várias possiblidades empreendedoras para a comunidade escolar.


Para o próximo ano, a escola já realizou um processo seletivo entre alunos da unidade e definiu a equipe Peritech que vai se preparar para trazer novas vitórias em 2022.

Começa o projeto Mulheres Apoiando a Educação da Seeduc

Mães classificadas no processo seletivo compareceram nas escolas

Na quinta-feira (23/12), as candidatas classificadas no processo seletivo do projeto M.A.E – Mulheres Apoiando a Educação -, se apresentaram nas unidades escolares, onde foram alocadas para trabalhar. A iniciativa visa colocar as mães de alunos como protagonistas na busca ativa, tendo como principal objetivo o aumento da frequência e a diminuição da evasão escolar causada pela pandemia da Covid-19


O impacto da pandemia atingiu a todos, principalmente às famílias de baixa renda. Além de destacar o importante papel familiar na formação de cada estudante, a ação do Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Educação e a Uerj, tem intuito de auxiliar mulheres que estavam em dificuldades financeiras devido ao período turbulento que o Brasil e o Mundo vivem. Foram selecionadas mais de 9 mil mães que atuarão nas 1.230 escolas da rede pública estadual de ensino.


A responsável Aline Barbosa, de 42 anos, mãe de 5 filhos, sendo dois estudantes da rede estadual, reforça a importância do programa para as mães e alunos. Segundo ela, a renda do projeto vai proporcionar uma melhor qualidade de vida a sua família, visto que ela e seu esposo estavam desempregados. "É uma oportunidade incrível para nós que estamos há tanto tempo desempregadas. Esse contato da família com a escola também é essencial para o desenvolvimento do aluno".


A mãe Fabiana Araújo, de 41 anos, esteve no Colégio Estadual Amaro Cavalcanti, no Largo do Machado, acompanhada de sua filha Tauane e neta Millena. Para a família Araújo, o programa vai ser um grande aliado na renda familiar.


Nas unidades escolares, as mães selecionadas puderam acompanhar um vídeo de boas-vindas do secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, e uma apresentação inicial do projeto, além de uma aula inaugural de capacitação. A diretora Maria Penha, do Colégio Estadual Amaro Cavalcanti, falou como o projeto vai ajudar a comunidade escolar.

- As mães já possuem um vínculo com os seus filhos e os colegas deles. Elas serão de um grande ganho dentro do processo de busca ativa dos alunos - declarou.

Ciep 137 - Cecília Meireles, em Petrópolis, vence Festival de Artes nas Escolas

Competindo com escolas de todo o país, unidade foi vencedora na categoria Criatividade

Na última quarta-feira (15/12), o Ciep 137 - Cecília Meireles, em Petrópolis, conquistou o 1º lugar no Festival de Artes On-line - Prêmio PI Propriedade Intelectual (INPI) nas Escolas – na categoria Criatividade.  A iniciativa premia escolas com projetos de empreendedorismo e inovação implementados por docentes ou gestores de ensino infantil, médio e técnico, estimulando à geração e proteção da Propriedade Intelectual de jovens.

O festival contou com  apresentações de dança, poesia , música, exposições de fotografia, pintura, entre outras atividades, além da participação de artistas petropolitanos.

A vitória foi anunciada em transmissão pelo canal do INPI no Youtube e acompanhada pela torcida de alunos e professores da unidade escolar. O colégio concorreu com 50 escolas de todo o país, e foi o vencedor.

A professora Iulie Toman, especializada em Educação com Licenciatura em Arte/Música, destaca que o projeto já acontecia na escola, mas, que esta edição de 2020, cujo resultado saiu  agora, exigiu mais de todos os participantes em virtude das dificuldades trazidas pela Covid-19.

- Devido à pandemia, foi necessária uma readaptação para que o projeto pudesse acontecer e continuar de forma segura. Foi diferente de todas as outras edições. Nossos alunos se superaram e, como prêmio, trouxeram esse prêmio para escola – disse.

A estudante Ana Laura, da 2º série do Ensino Médio participou ativamente do Festival de Arte e revelou seu amor pela fotografia.

- Minha paixão vem de muito tempo, mas eu achava que era coisa de momento. O projeto foi uma forma de confirmar essa paixão e ampliar meus conhecimentos nesta área – contou a aluna.

Formandos de colégio estadual de Madureira homenageiam Monarco

Nesta segunda-feira (20), aconteceu a cerimônia de formatura dos alunos do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Compositor Manacéia José de Andrade, localizado em Madureira. O evento foi realizado na quadra da Escola de samba Portela, na rua Clara Nunes, em Oswaldo Cruz.

No total, oitenta e quatro estudantes colaram grau. Foram seis turmas de formandos. Em um momento singelo da solenidade, os alunos cantaram Coração em Desalinho junto a bateria mirim da Portela, um dos sucessos de Monarco, para homenagear o compositor que dá nome a biblioteca da unidade escolar. Ainda fizeram uma homenagem ao centenário do músico Manacéia José, que nomeia a escola. ⁣

A estrada dessa vida não foi nada fácil para os alunos nos últimos anos, por conta da pandemia. Mesmo assim, com sorriso aberto e um peito repleto de paixão, o fechamento do ciclo foi marcante para todos, que puderam festejar com os amigos e familiares.

- Muito gratificante. Esses dois últimos anos foram bem difíceis. No entanto, com o apoio da direção, dos professores e funcionários, além dos meus colegas de turma, conseguimos superar tudo que foi imposto e estar aqui nesta celebração - falou a aluna Ana Caroline, de 17 anos.

Estiveram presentes na formatura, a diretora Ana Cristina; e as diretoras regionais administrativa e pedagógica da Metro III, Fernanda Reis e Maria Stella; respectivamente, além de professores da unidade escolar, que também foram homenageados pelos estudantes.

- É muito representativo pra gente. Não só por se tratar do centenário do nosso patrono. Mas também devido ao Monarco. Em 2015, ele esteve na inauguração da sala de leitura que leva o nome dele. A música permeia nossa escola e hoje é a celebração do reencontro - declarou a diretora Ana Cristina.

Servidores da educação aplaudem reinauguração do auditório da Seeduc e apresentação dos novos projetos para 2022

Não faltou emoção nem palavras de agradecimento na reinauguração do auditório da Seeduc. O evento foi realizado nesta sexta-feira (17/12) na sede da secretaria, no Santo Cristo. Os servidores lotaram o auditório e ouviram do secretário e subsecretários, resultados e projetos para 2022, com ênfase para a Escola Criativa e de Oportunidades (ECO).

O secretário Alexandre Valle agradeceu o empenho dos servidores na superação dos desafios para encerrar o ano letivo, duramente atingido pela pandemia da Covid-19.


“Nenhuma dessas conquistas seria possível sem a ajuda de vocês. É muito gratificante perceber o entusiasmo de todos com os nossos projetos. Tenho a certeza que, em 2022, seremos muito melhores. Meu agradecimento a todos que estão lutando, cada um do seu modo, para que o Estado do Rio de Janeiro seja referência na qualidade de ensino do nosso país, em especial ao governador Cláudio Castro", disse, emocionado, Alexandre Valle.

O secretário, Alexandre Valle, citou ainda as recentes conquistas de sua gestão como a cota tecnológica, o aumento do vale-transporte, a antecipação do 13º salário, o salário de dezembro a ser pago dentro do mês trabalho e, para fechar o ano com chave de ouro, a liberação do abono Fundeb, para a rede estadual de ensino.

Na solenidade foi exibido um vídeo com a retrospectiva de 2021, contendo imagens dos servidores e os projetos que serão implementados no próximo ano. Entre eles, a Escola Criativa e de Oportunidades – ECO; o Projeto M.A.E - Mulheres Apoiando à Educação; a oferta dos cursos de formação da UniverSeeduc; e as salas maker.

Também participaram da cerimônia, a subsecretária de Gestão de Ensino, Ana Valéria Dantas; o subsecretário Executivo, Alexandre Gurgel; o subsecretário de Gestão Administrativa, Leonardo da Silva Morais; o subsecretário de Planejamento e Ações Estratégicas, Ricardo Piquet; e o Superintendente de Infraestrutura e Logística, Pedro Barbosa.

O coral do Ciep Mané Garrincha, de Magé, e a banda do Colégio Estadual Madre Teresa de Calcutá, em Realengo, foram muito aplaudidos e fizeram com que todos soltassem a voz.

Lindo de ver!!!

Aluno da rede ganha Prêmio Ramiz Galvão de Redações Escolares

Fernando e sua professora orientadora, Márcia Brandão, serão contemplados com um tablet cada e a escola com um computador. A cerimônia de premiação e entrega dos equipamentos ocorrerá às 14h da próxima sexta-feira (17), na Biblioteca Nacional.

Fernando Dumard também conquistou o terceiro lugar no concurso de redação da Escola de Magistratura do Rio de Janeiro - EMERJ, no último dia 3 de dezembro, ocasião em que também ganhou um celular.

“Acredito que uma das formas mais belas de expressar o que pensamos é através da escrita. Uma redação que busca ideias de melhorias no nosso mundo é um dos meios mais interessantes para despertar a curiosidade e vontade de mudar”, disse Fernando.

O Prêmio Ramiz Galvão de Redações Escolares foi instituído para promover a integração entre a Faculdade de Letras da UFRJ, a Fundação Biblioteca Nacional e as escolas da Rede Pública Estadual de Ensino, incentivar a difusão cultural, estimular a produção de textos em língua portuguesa e homenagear Benjamin Franklin Ramiz Galvão (1846-1938), ilustre intelectual brasileiro que foi tutor do Príncipe Imperial D. Pedro de Alcântara de Orléans e Bragança até 1889, além de ter sido professor de grego do Colégio Pedro II, primeiro reitor da Universidade do Brasil (atual UFRJ), segundo ocupante da cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras e diretor da Biblioteca Nacional por doze anos.

Um salto para o futuro

Na Bienal 2021, estudantes mergulharam no universo literário, receberam vouchers para aquisição de livros e se entusiasmaram com as inovações tecnológicas que a Seeduc-RJ vai implementar , em 2022, nas escolas ECO da rede

Mais de 20 mil alunos e 5 mil professores da rede estadual de ensino do Rio de Janeiro, de várias regiões do estado, participaram da 20ª edição da Bienal Internacional do Livro que termina neste domingo (12). Os estudantes puderam conhecer as novidades do mercado literário e adquirir obras de seus autores favoritos. Eles visitaram o estande da Seeduc-RJ e ficaram encantados com as inovações tecnológicas que a rede vai implementar no próximo ano letivo, através do projeto ECO – Escola Criativa e de Oportunidades.

No estande montado em uma estrutura que simula um Ciep, centenas de adolescentes interagiram com técnicos da área de computação e acompanharam as atividades robóticas, as impressões em 3D, os exemplos de realidade virtual aumentada e, ainda, tiraram muitas fotos com um astronauta “quase de verdade”, para ninguém botar defeito.

A Seeduc-RJ também disponibilizou 25 mil “vouchers”, no valor de R$ 80,00, para os estudantes e professores comprarem livros, revistas e quadrinhos (HQs).

Para a diretora geral do Ciep 488 Ezequiel Freire, em Itatiaia, Sul Fluminense, Angélica Alvarenga, a Bienal é um evento muito especial para toda a comunidade escolar.

– Incentivamos muito a leitura. Os projetos elaborados são “muito vivos”. Os alunos leem, debatem, escrevem projetos, encenam. Estar na Bienal é uma concretização do que eles vivem na escola.

O aluno Heitor Guthierrez, da 3ª série do Ensino Médio, concorda com a diretora. Gosta de ler e está na sua segunda visita à Bienal. Foi dormir de madrugada para escolher os livros que iria comprar.

– Parece sempre que é a primeira vez. Essa é uma oportunidade que meus pais não tiveram. Vir aqui é muito mais do que um passeio.

Em visita ao estande da Seeduc, o diretor geral do Colégio Estadual Brigadeiro Nóbrega, na Ilha Grande, em Angra dos Reis, professor Ives de Souza Marques, considera o projeto tecnológico, que será implementado a partir de 2022, de extrema importância.

– Ver a rede estadual entrar no século 21 – mesmo em uma escola como a nossa onde a cultura caiçara é muito forte –, e possibilitar a entrada dos nossos alunos nesse mundo tecnológico, é deixar as aulas mais ricas. É importante que as mais diversas áreas do conhecimento possam conversar com a tecnologia.

A articuladora pedagógica da mesma unidade, Raquel Guerra Jordão, também comemorou a criação do projeto.

– Estou encantada com esse estande da Seeduc e fiquei maravilhada em descobrir que, no próximo ano, as nossas escolas vão receber painel de led, impressora 3D, entre outras novidades. A nossa Sala Maker já está lá, prontinha para receber todo esse equipamento que, eu creio, vai ser um avanço para os nossos alunos e servidores.

Nesses dez dias de evento, os alunos da rede estadual de ensino, tanto os novatos quanto os veteranos de outras bienais, movimentaram os estandes procurando livros e descobrindo novas histórias. Uma oportunidade para troca de ideias e interação com colegas, professores e diretores.

Uma oportunidade única também para adquirir aqueles títulos mais difíceis de encontrar, como no caso do estudante José Henrique Delfim Costa de Moraes, do Ciep 139 – Manuel Bandeira, de São João de Meriti.

– Quase enfartei! Passei os últimos dias pensando que livro eu escolheria como o primeiro livro de mangá da minha vida. Pela primeira vez, tive a oportunidade de comprar um – contou sorrindo.

Agora, é partir para a leitura e participar dos projetos literários que as escolas da rede realizam durante todo o ano letivo.

Em 2023, tem mais Bienal!

Alunos da rede na Bienal

Daniel Rodrigues de Andrade - CE Miguel Couto, Rio de Janeiro

“Tá bonito o evento”

Bruna Alves de Oliveira – C.E. Nuta Bartlet Games, Nilópolis

“Muito maneiro. Importante para estimular a leitura. Gosto do Stephen King e vou comprar um livro de mangá”

Barbara Cassiano Samuel – C.E Doutor Álvaro Rocha, Barra do Piraí.

"Estou vindo pela primeira vez e estou gostando. É uma oportunidade para as pessoas se interessarem pela leitura, para abrir a mente dos alunos e até estimular o interesse por uma graduação.”

Henrique Leonardo do Carmo Barbosa – CE Anibal Viriato, em São João de Meriti

“Muito legal. Agora, vou ver mais livros.”

Gabriel Teixeira de Freitas – CE Aníbal Viriato, em São João de Meriti

“Legal. Muitos livros diferentes para escolher e muito espaço para a garotada. Já comprei um livro sobre a vida da Anne Frank. Quero conhecer mais histórias sobre a 2ª guerra.”

Maria Eduarda de Souza – C.E. Francisco R. Motta Vasconcelos, em Campos dos Goytacazes.

“Minha primeira vinda à Bienal. Gostando muito. Um autor que eu gosto é o Machado de Assis, do Sitio do Pica Pau Amarelo. Também gosto de livros de suspense.”

Julia Ferreira da Silva – Ciep 139 Manuel Bandeira, em São João de Meriti.

“Estou vindo pela primeira vez e estou gostando muito. Espaço legal, com muita variedade de livros. Também tivemos uma ótima recepção. Gosto de vários estilos de livros, mas prefiro os romances.”


Professores da Seeduc ganham o prêmio Sebrae de educação empreendedora

Os docentes conquistaram o pódio estadual, após terem desenvolvido projetos inovadores, com  competências empreendedoras para os seus alunos do Ensino Médio. 

Em cerimônia realizada na última quinta-feira (09/12), na sede do Sebrae, dois professores da rede da Seeduc, foram vencedores da etapa estadual do Projeto Educação Empreendedora – Sebrae – de 2021. A ação tem o objetivo inspirar, ampliar, promover e disseminar iniciativas de educação empreendedora nas instituições de ensino do Brasil, além de reconhecer e divulgar as melhores práticas dos docentes.

Na premiação houve uma apresentação sobre aspectos relevantes em relação à educação empreendedora, dicas fundamentais para se ter êxito através da decisão de empreender, além de histórias de sucesso, a partir da união de educação e empreendedorismo.

Alexandre Rizzo, professor do Ciep 398 - Colégio Mário Lima - de São João de Meriti, conquistou o segundo lugar na categoria Ensino Médio, com um projeto que estimulava o protagonismo e a resolução de problemas ambientais, com foco nos 3Rs da sustentabilidade: reduzir, reutilizar e reciclar. .

— A ideia era fazer com que o aluno fosse o protagonista integral de todo processo de desenvolvimento do trabalho. No projeto trabalhamos os 3Rs, sempre com um olhar voltado para fora dos muros do colégio, buscando fazer com que eles enxergassem as carências de suas comunidades — disse um sorridente vencedor.

Outra professora da Seeduc conquistou a categoria Profissional. Carla Sampaio, do Ciep 317 – Colégio Aurélio Buarque de Holanda, que fica em Nova Iguaçu, abordou, em sua pesquisa, ações empreendedoras com foco em Intraempreendedorismo. Ela destacou a importância de ter realizado o curso de empreendedorismo oferecido pela Seeduc.


— O curso me proporcionou um olhar diferenciado para a palavra empreender, desde então, consigo perceber que nós podemos inspirar nossos alunos sim, para que eles se tornem – em um futuro próximo - empreendedores de sucesso. O meu projeto partiu da percepção do desinteresse pela escola. A partir daí, comecei a criar estratégias motivacionais para os estudantes do colégio — destacou Carla Sampaio, a segunda premiada da rede estadual.

Ricardo Piquet, o subsecretário de Planejamento e Ações Estratégicas, participou da ação representando o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, parabenizou os professores pelos prêmios que receberam na etapa estadual e destacou a importância desta parceria com o Sebrae que começou em 2016.

— Esta conquista dos professores que representam a rede Seeduc, nos enche de orgulho. Estamos mostrando que eles estão no caminho certo para oferecer uma educação de qualidade. Ao longo desta parceria, formamos mais de 200 professores para dar aula de empreendedorismo. Atualmente, temos aproximadamente 170 escolas que oferecem esta especialização para os nossos alunos. Com o Sebrae, mais de 17.000 estudantes tiveram aulas voltadas para o tema. Por isso, ressalto que é fundamental que os estudantes tenham esse conhecimento, para se inserirem no mercado de trabalho — disse o subsecretário Ricardo Piquet.

Participaram da cerimônia, a superintendente de Projetos Estratégicos, Vivianne Dorado, a coordenadora de Formação da Superintendência de Pessoas, a coordenadora de Projetos, o gerente de Educação do Sebrae, Antônio Carlos Kronemberger, a gestora do prêmio, Fernanda Lisboa, a coordenadora da Escola de Negócios, Patrícia Soares, o diretor Regional do Senac, Sérgio Ribeiro, o consultor e palestrante, Marcio Cerbello, professores e demais convidados.


Museu da Seleção Brasileira será aberto para visitação de alunos da Seeduc

O presidente em exercício da CBF, Ednaldo Rodrigues, recebeu, na manhã de quarta-feira (8/12), a visita do Secretário do Estado de Turismo do Rio de Janeiro, Gustavo Tutuca, do Secretário do Estado de Educação do Rio de Janeiro, Alexandre Valle, da Presidente da RioTur, Daniela Maia, e do Vice-Presidente da RioTur, Bruno Mattos. O encontro, que aconteceu na Casa do Futebol Brasileiro foi para tratar de uma parceria para uma melhor ativação do Museu da Seleção Brasileira, que fica na Barra da Tijuca, na sede da entidade, no Rio de Janeiro (RJ).

Além da inclusão do Museu Seleção Brasileira no circuito cultural carioca, também foi incluído no cronograma visitas dos estudantes das escolas públicas do Estado do Rio de Janeiro, proporcionando às crianças e adolescentes o conhecimento da história e a essência do futebol brasileiro.

"Essa parceria é muito importante no sentido de fazer com que o Museu seja mais visitado principalmente por alunos, jovens e crianças que não conhecem profundamente a história do futebol brasileiro. Assim, trazer os torcedores para que possam conhecer a CBF e, assim, nossa entidade possa estar sempre de mãos dadas e unidas em prol do fortalecimento do futebol brasileiro", enalteceu Ednaldo Rodrigues.

"Saio daqui muito feliz com o que vi. Essa parceria entre a Secretaria de Educação do Estado e a CBF, é uma oportunidade que os cerca de 730 mil alunos, terão de conhecer a história da grande paixão nacional, que é o futebol brasileiro. Vou me empenhar para formalizar o mais rápido possível essa parceria", destacou Alexandre Valle, Secretário do Estado de Educação.


Alunos do Colégio Estadual Amaro Cavalcanti, no Largo do Machado, participam de ação educativa para a segurança no trânsito

A iniciativa é uma parceria da Secretaria de Estado de Educação com a Operação Lei Seca, do Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro – DETRAN-RJ


Na última segunda-feira (06/12), estudantes da 3ª série do Ensino Médio, do Colégio Estadual Amaro Cavalcanti, no Largo do Machado, Zona Sul do Rio, foram os primeiros a participar de uma das diversas ações educativas promovidas nas escolas da rede sobre segurança no trânsito. O objetivo do projeto da Operação Lei Seca é conscientizar os jovens em relação à educação e aos riscos de ingerir substâncias psicoativas ao volante.

Durante a ação, uma palestra ministrada por agentes com deficiência físicas (PCDs), da Lei Seca, que, foram vítimas de acidentes de trânsito, seguida, de uma simulação de Blitz Educativa no entorno da escola, com a participação dos estudantes. Os alunos puderam vivenciar como são desempenhadas as atividades dos agentes de trânsito que atuam na Operação Lei Seca nas ruas do Rio de Janeiro.

André Luiz Costa, superintendente de Gestão das Regionais Pedagógicas da Seeduc, participou da ação representando o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, e falou da importância do tema para os jovens nos dias de hoje.

- É fundamental que este assunto seja abordado nas escolas, uma vez que é alta a incidência dos acidentes de trânsito provocados por motoristas que fazem o uso dessas substâncias. Precisamos, cada vez mais, falar dos riscos que envolvem o consumo do álcool e demais substâncias. Temos que educá-los para que tenham responsabilidade – enfatizou André Luiz Costa.

O projeto vai realizar novas ações de conscientização em várias unidades escolares da rede estadual de Ensino.

Alunos da Intercultural Brasil - França, em Niterói, conquistam prêmio da 1ª Edição do FrancEcolab Brasil 2021, com documentário sobre sustentabilidade

Secretaria de Estado de Educação, Embaixada da França, Fondation Tara Océan, CCIFB e parcerias privadas participaram da iniciativa


Na manhã da última quinta-feira (02/12), o secretário Estadual de Educação, Alexandre Valle, e o adido de Cooperação e de Ação Cultural do Consulado da França, Alain Arnaudet, participaram da premiação dos ganhadores do projeto FranceEcoLab, no CIEP 449 Leonel de Moura Brizola - Intercultural Brasil - França, localizada no bairro Charitas, em Niterói. Preservação de oceanos e rios, e a luta contra microplásticos foi o tema deste ano, que tinha como objetivo sensibilizar os jovens brasileiros sobre suas responsabilidades ambientais em relação ao Planeta.

Os estudantes que, atualmente, cursam o Nível Médio na rede estadual de ensino alcançaram o lugar mais alto do pódio, ao realizarem um documentário abordando pontos importantes acerca da sustentabilidade global. Os alunos concorreram com cerca de 3000 alunos, de 50 escolas parceiras públicas e privadas. No total, 12 estados brasileiros participaram desta competição, mas o grande vencedor foi o CIEP 449.

Coube à aluna Nicole Cabral, de 18 anos, que cursa o 3º ano do Ensino Médio na unidade escolar, a importante missão de representar o grupo de 11 colegas de turma no Consulado da França, que fica na cidade do Rio, para trazer o prêmio para o colégio.

Lembro que no dia, as outras duas concorrentes escolheram defender os seus projetos em português. No entanto, nós persistimos em defender na língua francesa, o que eu acredito tenha sido o diferencial, para nossa escola ganhar mais este prêmio destacou Nicole Cabral.

A cerimônia de premiação foi marcada por muita música, alegria, orgulho e emoção. A orquestra Geringonça formada por alunos do Colégio CIEP 449, cujos instrumentos são feitos com material biodegradável, fez todo mundo cantar. O coral Bra Fra encerrou o evento.

Cícero Tauli, diretor-geral do Ciep 449, destacou os diversos prêmios que os estudantes da Intercultural Brasil-França já ganharam desde 2016.

Foram vários prêmios conquistados por eles e, em diversas áreas, como: saúde, esporte, científico etc. Mas o maior prêmio, com certeza, é ver os nossos alunos ingressando nas universidades públicas. Não tem preço olhar eles mudando a vida de seus familiares orgulha-se o diretor-geral Cícero Tauli.

Depois das apresentações foi feita a entrega dos certificados aos alunos vencedores, além de prêmios e homenagens.

Na ocasião, o secretário de Estado de Educação Alexandre Valle foi homenageado pelos estudantes do colégio, com um acervo riquíssimo contendo trabalhos que foram premiados em diversas competições disputadas pela escola nos últimos anos.

Participaram da cerimônia, o subsecretário de Planejamento e Ações estratégicas, Ricardo Piquet, a superintendente Viviane Dorado, a Adida de Cooperação Linguística Adriana Davanture, a assessora de Cooperação Educativa e Linguística, Julie Rochette, o diretor-geral, Cícero Tuali e demais autoridades.

O prêmio pela conquista do FranceEcoLab 2021, vai possibilitar a compra de equipamentos mais modernos para a escola, contribuindo para a melhoria na realização de futuros projetos, como, por exemplo, material para compor o laboratório científico, salas de aulas etc.

O secretário Estadual de Educação, Alexandre Valle, parabenizou a todos e celebrou a parceria entre o Governo do Estado e a Embaixada da França.

Essa parceria é extremamente importante para a educação dos estudantes da nossa rede de ensino, mas enfatizo que nada disso seria possível sem o apoio do governo e do Consulado Francês. Não posso deixar de transmitir aqui o abraço do nosso governador Cláudio Castro aos nossos queridos alunos e dizer que, apesar de estarmos saindo de um período difícil, o governador está mais do que empenhado em tirar nosso Estado da situação crítica em que se encontrava. Estamos arrumando a casa. Não é fácil, mas vamos conseguir, e devolver a qualidade de ensino que nossos estudantes merecem disse o secretário de Educação Valle.

Ouvidoria da Seeduc realiza capacitação nos sistemas Fala BR e e-SIC.RJ


Diretores Regionais Administrativos, Pedagógicos e Coordenadores participaram do encontro

Os Diretores Regionais Administrativos, Pedagógicos e seus Coordenadores participaram ontem, dia 01 de dezembro, na sede da Seeduc, da capacitação nos sistemas de ouvidoria Fala BR e e-SIC.RJ. A reunião foi realizada com o objetivo de aperfeiçoar o atendimento ao público nas plataformas eletrônicas e disponibilizar os serviços da Ouvidoria na gestão do dia a dia das regionais e unidades escolares da rede, pensando sempre em aprimorar o atendimento à população.


Secretário de Educação e Cônsul da Rússia formalizam a criação do Colégio Intercultural Brasil-Rússia que irá funcionar em Belford Roxo

O secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle e subsecretários da Seeduc, estiveram nesta quarta-feira (1º/12), na residência do Cônsul Geral da Federação Russa no Rio de Janeiro, Vladimir Tokmakov, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, para formalizar a criação do primeiro Colégio Intercultural Brasil-Rússia em nosso estado.


O Colégio Estadual Tenente Otávio Pinheiro, localizado em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, foi o escolhido para iniciar o projeto e irá ofertar duas turmas de 1ª série do Ensino Médio já em 2022.


No encontro, o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, e o cônsul alinharam detalhes da nova unidade, que é resultado de uma parceria entre a Seeduc, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade Russa da Amizade dos Povos (RUDN Universidade).


“Nossas escolas interculturais têm alta frequência dos alunos e resultados excelentes. Tenho certeza que a parceria com a Rússia não será diferente. Queremos que nossos alunos possam ir ao seu país e os seus virem aqui. Estamos dispostos a ampliar e levar essa cultura e sei que faremos um grande bem aos alunos da rede pública do Estado do Rio de Janeiro”, afirmou Valle.


Já o cônsul destacou a cooperação entre os países e a importância de ter um aliado como o Brasil, sendo considerado pelo país uma potência na América Latina. “Esperamos que os professores tragam os conhecimentos russos e levem conhecimentos brasileiros para lá. A formação dos alunos abre uma fronteira e contribui para a continuidade dos estudos”, afirmou.


Com essa nova unidade a Seeduc passa contar com 12 colégios interculturais (Rússia, Itália, Espanha, México, EUA, Turquia, Alemanha, Japão, dois da França e dois da China), podendo oferecer não apenas o ensino do idioma, mas também a cultura, a arte e diversas outras áreas que compõem as raízes das nações parceiras, contribuindo diretamente para uma formação mais completa dos alunos da rede.



Novo projeto

No encontro o secretário de Educação aproveitou para propor a criação de um colégio estadual vocacionado para o balé, a ser instalado em uma área carente do Rio de Janeiro, tendo como base o tradicional "Ballet Bolshoi". A ideia foi prontamente aceita pelo cônsul e os estudos de viabilidade técnica terão início em breve.


Secretário de Educação recebe consultor político para alinhamento estratégico

Na tarde desta terça-feira (30/11), o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, recebeu em seu gabinete a visita do ex-deputado e consultor político Rodrigo Bethlem. O encontro serviu para alinhamento estratégico em prol da educação no estado do Rio de Janeiro.



Profissionais da educação receberão cota compensatória para despesas tecnológicas

A Secretaria de Estado de Educação do Rio (Seeduc) divulgou, nesta segunda-feira (29), regras complementares para servidores que vão receber o auxílio tecnológico de R$ 3 mil, a ser pago em cota única em dezembro. As orientações são referentes ao uso do valor e à comprovação de despesas.


A Seeduc esclarece que poderão ser usadas notas fiscais de compras efetuadas entre julho e dezembro de 2021. Vale ressaltar que só serão aceitas notas que contenham o nome do servidor.


O benefício foi uma forma que a Seeduc encontrou para compensar investimentos feitos em equipamentos tecnológicos durante esse período de pandemia, quando os profissionais trabalharam no modelo híbrido (remoto e presencial).


Atenção!!! Não é necessário que os aparelhos adquiridos tenham o mesmo valor do auxílio, mas é preciso que eles atendam às especificações técnicas mínimas exigidas pela Secretaria.


Governador e secretário de Estado de Educação lançam programa M.A.E de combate à evasão escolar

Iniciativa visa colocar as mães de alunos como protagonistas na busca ativa


O governador Cláudio Castro e o secretário de Estado de Educação Alexandre Valle lançaram, nesta segunda-feira (29/11), o projeto M.A.E – Mulheres Apoiando a Educação, que contará com a participação de mulheres de baixa renda, além de assistentes sociais que estarão presentes em 1.230 escolas, com o intuito de aumentar a frequência e evitar a evasão escolar causada pela pandemia da Covid-19.


A iniciativa prioriza a retomada segura dos alunos, após mais de um ano longe das dependências escolares. Com este objetivo, serão realizadas diversas atividades, tendo as mães como agentes fundamentais nesse processo. Elas trabalharão dando suporte à equipe pedagógica e social, além de auxiliar no fortalecimento da relação entre a família do aluno e a unidade escolar, atuando como “embaixadoras” da escola na comunidade.


- O impacto da pandemia para toda a rede de ensino do estado foi muito grande, mas afetou principalmente os estudantes. Agora, com a retomada das atividades, é hora de garantir todo o suporte necessário para que eles tenham todas as condições de frequentar as aulas com tranquilidade – frisou o governador Cláudio Castro.



O secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, disse que a medida visa destacar o importante papel que a família tem na formação de cada aluno.

- A Seeduc precisa fazer com que exista mais pertencimento de todos os envolvidos quando se trata de ensino. É fundamental que os alunos e suas famílias entendam que a escola é uma continuidade de seus lares – declarou.


O programa, que deve alcançar aproximadamente 9.400 mulheres, não substituirá as atividades de trabalhadores efetivos ou terceirizados das unidades. A carga semanal é de 30 horas, com 6 horas por mês de avaliação e treinamento, com uma bolsa mensal de R$ 1.000 durante um ano. Toda diretriz pedagógica e técnica permanecerá sob coordenação da Equipe Diretiva e do assistente social.


Alunos de 104 escolas apresentam projeto cultural multiétnico

Nesta quarta-feira (24), Alunos e professores do CE Olga Benário Prestes, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio, receberam, nesta quarta-feira (24/11), a visita de alunos e professores das 104 escolas que compõem a Regional Metropolitana III, para realizarem a Culminância do Projeto Étnico-Racial 2021.


No encontro os alunos realizaram diversas apresentações como capoeira, música, artes, encenação teatral, desfile, artesanato indígena, pinturas, e demais atividades que já vinham sendo desenvolvidas em suas unidades.


Os estudantes tiveram ainda uma palestra com o Dr. Renato Ferreira, sobre racismo e políticas públicas educacionais.

O objetivo é legitimar as atividades desenvolvidas pelos estudantes, fortalecendo suas identidades e auxiliar no combate ao racismo, ao preconceito, a discriminação e ao estereótipo.


Colégio de Itaguaí ganha a primeira unidade intercultural Brasil-Japão do Estado

A partir de 2022, os estudantes da rede pública de ensino poderão vivenciar as tradições e os costumes da cultura japonesa em tempo integral


A manhã de quinta-feira (18/11), ficou marcada nos corações e mentes dos professores, alunos e colaboradores do Colégio Estadual José Maria de Brito, em Itaguaí, que fica na Costa Verde do Rio. O colégio recebeu a notícia de que vai ser a primeira unidade de ensino do estado a receber uma intercultural Brasil x Japão.


O projeto é uma parceria da Universidade Federal do Rio de Janeiro, da Universidade Federal Fluminense (UFF) e do Consulado-Geral do Japão. A Secretaria de Estado de Educação será a responsável por manter o curso de língua japonesa no Ensino Médio. Tudo vai funcionar dentro do horário de permanência do aluno na escola. A Seeduc vai planejar, gerenciar e avaliar as atividades desenvolvidas na unidade escolar. Vale destacar que as vagas para a unidade de ensino já se encontram disponíveis no sistema.


O secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, a superintendente de Projetos Estratégicos, Vivianne Dourado, os diretores Regional Pedagógico e Administrativo; Cleber Nascimento, Fábio Santos, as diretoras Geral e Adjunta; Zélia Maria Correia e Jussara Castilho, professores, alunos e representantes da colônia japonesa não se contiveram de emoção quando anunciaram a novidade.


A chegada do Brasil-Japão ao colégio entusiasmou os estudantes, mas teve um gostinho especial para Davi Miranda, que cursa o 2ª ano do ensino médio. “Considero muito importante, pois assim não ficamos presos, somente na língua inglesa e espanhola. Com certeza, a realização desse projeto trará mais oportunidades para todos”, disse Miranda.


A Intercultural Brasil-Japão no município se deu devido à grande influência cultural e histórica do país na região, onde detém a maior colônia japonesa do Estado do Rio de Janeiro. “Trazer a intercultural para Itaguaí é uma forma de eternizar, retribuir e referenciar a importância de tudo que o país proporcionou à cidade. O projeto já é um sucesso nas unidades escolares que implantaram o programa e contam com as disciplinas de espanhol, inglês, francês, mandarim, turco e coreano. Recentemente foi assinado um convênio com o consulado da Itália que passou a fazer parte da intercultural. A ampliação desse projeto só está sendo possível, graças ao apoio incondicional do governador Cláudio Castro, que não mede e não medirá esforços para que os estudantes da nossa rede estadual de ensino, sejam cada vez mais qualificados”, destacou o secretário de Educação Alexandre Valle.


Presidente da Alerj e secretário de Educação recebem alunos classificados para Olimpíada Internacional de Matemática na China

Na manhã desta terça-feira (16/11), alunos do Colégio Estadual Marechal Zenóbio da Costa, localizado em Nilópolis, na Baixada Fluminense, classificados para a Olimpíada Internacional de Matemática foram recebidos no Palácio Tiradentes pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro e governador em exercício, André Ceciliano e pelo secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle.


O encontro foi para celebrar a participação dos jovens no evento que acontecerá entre os dias 18 e 22 de novembro em Pequim, na China, envolvendo cerca de 50 países de maneira on-line. Os estudantes são os únicos do estado do Rio de Janeiro a participarem este ano da Olimpíada e estarão acompanhados de alunos da escola pública do Maranhão e outras duas da rede privada de São Paulo.


O secretário Alexandre Valle destacou que a Seeduc vai continuar investindo fortemente na educação: “Não tenho dúvidas em afirmar que isso aqui é um exemplo de sucesso”, disse o secretário.


O presidente da Alerj, André Ceciliano, aproveitou a ocasião para oferecer à escola computadores novos e endossou a fala do secretário sobre replicar o exemplo: “São alunos e professores com o compromisso de ter uma educação pública de qualidade. Temos que replicar isso. É uma honra para a Assembleia poder homenagear esses servidores e alunos”, afirmou.


A mesma escola participou do evento em 2019, ocasião em que conquistou a medalha de bronze. Diante disso, Ceciliano informou que todos os alunos envolvidos na competição, incluindo os de 2019, receberão a Medalha Tiradentes, maior honraria concedida pela Alerj.


Primeira fase da matrícula 2022 para as escolas estaduais do Rio de Janeiro começa hoje, dia 10

Inscrições devem ser feitas pelo site www.matriculafacil.rj.gov.br, até o dia 05 de dezembro.

A Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro abriu, nesta quarta-feira (10/11), o período da 1ª. fase de matrícula para escolas da rede Seeduc-RJ. São mais de mil unidades de ensino estaduais com oportunidades disponíveis.


A 1ª fase de matrícula vai atender os alunos que desejam ingressar na rede estadual, mudar de escola ou que perderam a renovação. O prazo das inscrições vai até o dia 05 de dezembro. Os interessados deverão acessar o site Matrícula Fácil (www.matriculafacil.rj.gov.br) e verificar a oferta de escolas, séries, cursos e turnos disponíveis, como e quando confirmar a matrícula na escola.


No ato da inscrição, o candidato pode escolher, no mínimo, duas escolas de sua preferência, sendo que é necessário ter 3 opções na combinação de escola/curso/série/turno.


A Seeduc-RJ esclarece que a 1ª fase da matrícula não acontece por ordem de inscrição. Os estudantes são alocados obedecendo aos seguintes critérios do Estatuto da Criança e do Adolescente, nesta ordem:

1 - preferência à pessoa com deficiência; 2 - preferência para crianças e adolescentes até 18 anos incompletos; 3 - permanência na Rede Pública de Ensino; 4 - proximidade da residência; 5 - em caso de empate, a prioridade será para o aluno mais novo.


No dia 20 de dezembro, o resultado da alocação será divulgado no site Matrícula Fácil. O responsável - ou o aluno maior de 18 anos – deverá, então, comparecer à escola, no período de 4 a 13 de janeiro de 2022. e realizar a confirmação da matrícula. A Ficha de Conclusão da Inscrição informa a documentação necessária a ser apresentada no momento da Confirmação de Matrícula na escola onde o candidato for alocado.


SERVIÇO

1ª Fase da Matricula Fácil 2022

Período da 1ª Fase de matrícula: de 10 de novembro a 05 de dezembro (www.matriculafacil.rj.gov.br)


Resultado da alocação: 20 de dezembro (divulgação no site www.matriculafacil.rj.gov.br)


Confirmação da pré-matrícula na escola: de 04 a 13 de janeiro de 2022 (em dia e horário informados no www.matriculafacil.rj.gov.br)


Día de Los Muertos é comemorado na escola Intercultural Brasil x México, em São Gonçalo

O Colégio Adão Pereira Nunes - CIEP 413, localizado em São Gonçalo, realizou, na manhã desta sexta-feira (05/11), a celebração do Día de Los Muertos (Dia dos mortos). A data tem como foco recordar os ciclos da vida e da morte, o intuito é prestar homenagens àqueles que faleceram. A lembrança tradicionalmente acontece, desde o tempo dos astecas e dos maias no país mexicano.


A festividade marca a recepção dos estudantes para o ensino 100% presencial, após mais de um ano e meio longe das dependências escolares. É importante destacar que, conforme prevê o protocolo sanitário estabelecido para que não haja a propagação da Covid-19, o evento ocorreu seguindo as medidas de segurança e foi dividido em dois turnos.


A cerimônia contou com a participação do Secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, do encarregado pela Cooperação Educativa do Consulado Mexicano, Erick Sanchez, do Secretário de Educação do Município de São Gonçalo, da Subsecretária de Gestão de Ensino, Joilza Rangel, da Superintendente de Projetos Estratégicos, Vivianne Dorado, da Diretora Regional Pedagógica, Ana Paula Quadro, da Coordenadora de Ensino, Silvana Torquato, do Diretor Geral Sidnei Junior, além dos demais diretores adjuntos que fazem parte do quadro da unidade escolar.


Na ocasião, o Secretário Alexandre Valle falou sobre ter a chance de fazer parte deste momento especial para os alunos do Colégio Brasil x México, além de destacar a importância dos projetos interculturais no estado do Rio de Janeiro: "Estou muito feliz por estar aqui com todos vocês. Ontem (04/11), tive o prazer de formalizar o acordo para oferta do ensino de italiano em nossa rede. É destas parcerias interculturais que temos a oportunidade de levar a cultura de outros países, para nossos alunos da rede pública de ensino", concluiu Valle.


Apesar de o tema causar estranheza, o "Día de Los Muertos", foi de bastante animação e ficou marcado por diversas atividades, como: apresentações, homenagens a figuras emblemáticas que já se foram, esquetes, danças, comidas típicas, exposições de trabalhos, etc.


O aluno, Igor de Souza, tem 19 anos, atualmente cursa o 2º ano do ensino médio, disse que esta edição "Día de Los Muertos", tem um significado especial: "Estou muito alegre por poder participar. É um verdadeiro privilégio. Por conta da pandemia, a 2ª Edição teve que ser realizada de forma on-line e foi tudo muito diferente. Por isso, considero este ano muito especial mesmo," - festejou o estudante.

Na foto, o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, e o Cônsul-Geral da Itália no Rio de Janeiro, Paolo Miraglia Del Giudice.

Secretário de Educação e Consul-Geral da Itália formalizam acordo para oferta do ensino de italiano na rede estadual

O projeto conta com a parceria do núcleo de italiano da Faculdade de Letras da UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro.


Nesta quinta–feira (4/11), o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, e o Cônsul-Geral da Itália no Rio de Janeiro, Paolo Miraglia Del Giudice, assinaram, na Casa D’Itália, sede do consulado, no Centro do Rio, acordo para formalização da oferta do idioma italiano que acontece, desde 2020, no Colégio Estadual Rodrigo Otávio Filho, em Vaz Lobo, Zona Norte. O documento prevê a possibilidade de expansão do projeto para outras unidades da rede estadual de ensino.


O secretário de Educação Alexandre Valle destacou a importância desta parceria para os estudantes do Rio de Janeiro. “A ideia é que a gente avance ainda mais, criando um intercâmbio entre os alunos da rede estadual de educação do Rio de Janeiro e estudantes italianos”, disse Valle.


A cerimônia contou também com a participação da subsecretária de Gestão de Ensino, Joilza Rangel, do subsecretário de Gestão Administrativa, Leonardo Morais, do subsecretário de Planejamento e Ações Estratégicas, Alexandre Gurgel, da Superintendente de Projetos Estratégicos, Vivianne Dorado, da Reitora da Universidade Federal Estado do Rio de Janeiro, Denise Pires e da Diretora do Departamento de Letras, também, da UFRJ, além de professores que compõem o quadro de línguas italianas da universidade.


O projeto conta com a parceria do núcleo de Italiano da Faculdade de Letras da UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Além do aprendizado do idioma, os alunos terão acesso à cultura italiana por meio de diversas atividades dentro do ensino em tempo integral.


Caberá à Seeduc manter o curso de língua Italiana no Ensino Médio, dentro do horário de permanência do aluno na escola, além de planejar, gerenciar e avaliar as atividades desenvolvidas na unidade escolar e, ao Consulado-Geral da Itália, junto ao Departamento de Educação da Embaixada da Itália em Brasília, auxiliar na implantação da Escola Intercultural Brasil-Itália, com ênfase em Arte e Cultura. Estão previstas palestras, concursos culturais, eventos, feiras educativas e atividades afins, para alunos e professores, além da doação de materiais didáticos do ensino médio necessários ao processo de ensino e aprendizagem do idioma italiano.


A iniciativa segue o projeto da Secretaria de Estado de Educação na ampliação das escolas interculturais da rede que, hoje, já oferecem o ensino de espanhol, inglês, francês, mandarim, turco e coreano.

Na foto, a subsecretária de Gestão de Ensino, Joilza Rangel, a superintendente de Gestão das Regionais Pedagógicas, Dagmar Crespo, professores e alunos do Liceu de Humanidades de Campos dos Goytacazes.

Alunos de escolas estaduais participam de evento da Casa Europa

Estudantes de três colégios da rede estadual participaram, hoje (03/11), do evento presencial “Traços engajados: quadrinistas e temas sensíveis”, realizado na BiblioMaison, na Casa Europa, no Centro do Rio. Além de representantes do Ciep 449 - Governador Leonel de Moura Brizola - Brasil-França (Niterói); o Liceu de Humanidades de Campos (Campos dos Goytacazes) e o Ciep 100 - São Francisco de Assis (Mesquita), também estiveram presentes representando o secretário de Estado de Educação Alexandre Valle, a subsecretária de Gestão de Ensino, Joilza Rangel, e a superintendente de Gestão das Regionais Pedagógicas, Dagmar Crespo.


O encontro, conduzido pelos quadrinistas Aurel (França) e Thaís Linhares (Brasil), tratou das diferentes formas de abordar questões relativas a assuntos sociais,  para públicos de diferentes faixas etárias, por meio da ilustração e do desenho na imprensa.


A aluna Júlia Mansur, da 3ª série do Ensino Médio, do Liceu de Humanidades de Campos, viajou quase 300Km e não queria perder nem um instante do evento.


- Estudo francês desde a 1ª série do Ensino Médio, mas pretendo me aperfeiçoar cada vez mais no idioma para cursar mestrado em Engenharia na França – disse, confiante, ao lado da colega de turma, Ysabela Pessanha Onofre, também estudante da língua.


Outra estudante atenta a cada palavra em francês era Laura Cruz, do Ciep 449. A unidade escolar, que é intercultural, levou para o encontro um grupo de cerca de 15 jovens.


- Assim como a maioria dos meus colegas, quando comecei a estudar no Ciep eu não sabia nada sobre o idioma francês e, hoje, estou aqui com conhecimento da língua, participando desse evento tão interessante. Nossa escola tem diversos projetos em parceria com a Aliança Francesa. Inclusive, no próximo sábado, vamos participar da exposição, tratando do impacto do plástico no meio ambiente e de soluções possíveis. – ressaltou Laura.


Para a subsecretária Joilza Rangel, a Secretaria de Estado de Educação tem estreitado cada vez mais parcerias com órgãos e instituições internacionais, buscando qualificar os estudantes em outros idiomas.


- Nossos jovens precisam ter acesso a diferentes línguas e culturas. Certamente, isso é um diferencial para seu crescimento pessoal e o futuro profissional. – destacou.


Renovação da matrícula para a rede estadual começa no dia 28 de outubro

Nesta quinta-feira (28/10), equipes da Secretaria de Estado de Educação receberam, na sua sede, no Santo Cristo, a direção do Sepe – Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Estado do Rio de Janeiro para tratar de temas referentes ao retorno total das aulas presenciais e outras questões. Dentre as pautas colocadas na reunião, foram abordadas a reclassificação das escolas, o auxílio tecnológico, o 1\3 de planejamento, a migração para 30h e o descongelamento das progressões de carreira.


A Secretaria ouviu as reivindicações fazendo colocações sobre temas já definidos e informou sobre o andamento de algumas questões e a possibilidade de análise de outras solicitações.


Pela Seeduc, estiveram presentes os subsecretários de Gestão de Ensino, Joilza Rangel, de Planejamento e Ações Estratégicas, Alexandre Gurgel, de Gestão Administrativa, Leonardo Morais, o chefe de gabinete, Wagner D’Almeida, e a superintendente de Gestão de Pessoas, Patrícia Reis. Participaram da reunião pelo SEPE, os coordenadores gerais Alex Trentino, Ângelo Jachelli, Gustavo Miranda e Izabel Costa, e o diretor de imprensa, Luiz Guilherme Santos.


Renovação da matrícula para a rede estadual começa no dia 28 de outubro

Para o ano letivo de 2022, o período de renovação da matrícula informatizada vai até 09 de novembro, mas com dois prazos diferentes. É conferir e ficar atento às datas

No próximo dia 28 de outubro, a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc-RJ) dará início à renovação das matrículas dos alunos da rede estadual de ensino que desejem permanecer na mesma unidade escolar no ano letivo de 2022. A renovação será exclusivamente na forma on-line, pelo site www.matriculafacil.rj.gov.br e irá acontecer em dois prazos, a saber:

- Para os alunos que querem permanecer no mesmo curso e mesmo turno em 2022, o prazo para a renovação será de 28/10/2021 a 03/11/2021;

- Para os estudantes que desejem renovar a matrícula solicitando mudança de curso, turno ou de curso e turno, o período de renovação será de 04/11/2021 a 09/11/2021. Observamos que o atendimento a esse pedido de mudança, seja de curso ou turno, estará condicionado à disponibilidade de vaga no momento da Renovação.


Destacamos que o aluno que não renovar a sua matrícula nos períodos estabelecidos perderá o direito à vaga e deverá participar do processo de pré-matrícula informatizada.

Observamos, ainda, que, caso o responsável ou aluno (se maior de idade) não tenha acesso à internet, ele poderá comparecer à unidade escolar para realizar a renovação.


As pré-matrículas informatizadas começam no dia 10 de novembro

Para os alunos que desejam ingressar na rede estadual ou mudar de escola, a 1ª fase de pré-matrículas será aberta no período de 10/11/2021 a 05/12/2021. Os interessados deverão acessar o site Matrícula Fácil (www.matriculafacil.rj.gov.br) e verificar a oferta de séries, cursos e turnos disponíveis. No ato da inscrição, o candidato pode escolher, no mínimo, três escolas de sua preferência. O resultado da alocação será divulgado no dia 20 de dezembro.


Alunos da rede estadual voltam às aulas 100% presenciais na próxima segunda-feira

Maioria dos profissionais de educação está com esquema vacinal completo


Alunos da rede estadual de ensino voltarão às aulas 100% presenciais na próxima segunda-feira, 25 de outubro, conforme Decreto Estadual nº 47.801, de 20 de outubro de 2021. A decisão pelo fim do ensino híbrido (presencial e remoto) foi tomada a partir da confirmação de que a maioria dos profissionais de educação está com o esquema vacinal completo.


Mais de 95% dos funcionários dos colégios tomaram a primeira dose e mais de 85% já receberam a segunda ou a dose única. Vale destacar que a Secretaria de Estado de Saúde já está imunizando jovens de 12 a 17 anos, faixa etária dos alunos da rede.


O governador Cláudio Castro ressalta que o avanço da imunização é fundamental para que a volta completa seja possível:


- O retorno dos estudantes às salas de aula é motivo de comemoração para a comunidade escolar, que poderá voltar a cumprir um planejamento integral e consistente de ensino. Este momento representa um importante marco na superação da pandemia, graças ao alcance de mais de 85% dos profissionais da rede estadual completamente imunizados.


Desta forma, a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) atua para proporcionar um retorno seguro para todos os alunos e servidores, seguindo os atuais protocolos sanitários, incluindo a constante sanitização das escolas e as regulamentações expedidas pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, bem como pelos municípios.


Os alunos e professores continuam recebendo máscaras e o seu uso segue como obrigatório em todas as unidades escolares da rede estadual. O secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, reforça a importância da medida:


- Há tempos estamos trabalhando por este momento. Acreditamos em um retorno seguro e produtivo, com bom aproveitamento das aulas e respeito aos protocolos sanitários. Estamos falando do futuro dos nossos filhos e do nosso estado. O ensino presencial é fundamental para o convívio e formação dos nossos alunos.


A Seeduc está preparada para enfrentar o desafio de reverter o avanço da evasão escolar, agravada pela pandemia, recuperando e superando as dificuldades causadas na aprendizagem dos alunos da rede estadual de ensino.


Alunas do Colégio Estadual Vicente Jannuzzy recebendo absorventes pela diretoria

Escolas da rede estadual receberam, na última quarta-feira (20/10), recursos para aquisição de absorventes

Alunas do Colégio Estadual Abdias Nascimento recebendo absorventes pela diretoria

Verba liberada de forma emergencial totaliza R$ 19.596.604,80 e vai atender 326.650 alunas


As 326.650 estudantes da rede, com idade entre 10 e 55 anos, vão receber, por mês, quatro pacotes com oito absorventes cada ou um pacote com 32 unidades. A entrega acontecerá nos próximos dias e atende ao disposto na Lei 9.404/21 sancionada pelo Governo do Estado. Foram repassados às unidades escolares, por meio da Secretaria de Educação (Seeduc), os recursos financeiros descentralizados - de forma emergencial -, para aquisição de absorventes higiênicos femininos pelas escolas públicas do Estado do Rio de Janeiro.


Vale destacar que a entrega dos absorventes é de responsabilidade da direção das escolas e terá acompanhamento das Regionais Administrativas e coordenações de operações da Seeduc-RJ.


Torneio de xadrez movimenta primeira escola sustentável da América Latina

Cerca de 80 alunos participaram da competição

Os estudantes do Colégio Estadual Erich W. Heine, em Santa Cruz, promoveram, nos dias 13 e 14/10, o primeiro torneio de xadrez organizado em 2021. O evento reuniu cerca de 80 alunos. Na final, Wendel Felipe, estudante da 1ª série, conquistou o primeiro lugar. Os segundo, terceiro e quarto lugares, ficaram com os alunos Jorge Samuel, Marcos Vinicius e Pedro Marcos, respectivamente.

Os futuros Técnicos em Administração aproveitaram para incluir na agenda da semana mais dois eventos: o Café Literário e a Mostra de Robótica. Os alunos contaram com o apoio dos professores, coordenadores e da direção da unidade.

O colégio, de Ensino Integral, tem a parceria da Ternium Brasil e oferece o curso Técnico em Administração integrado ao Ensino Médio. Nas suas práticas pedagógicas reúne várias atividades voltadas ao desenvolvimento da cidadania e consciência ambiental.

Inaugurado em 2011, o colégio foi certificado como o primeiro sustentável da América Latina. O prédio foi projetado para atender todos os requisitos de sustentabilidade e receber o certificado LEED Schools, do Green Building Council. Entre as muitas intervenções sustentáveis criadas, um telhado com 900 m2 de área verde, que reduz o calor ambiente e faz sucesso na comunidade escolar.


Governo do Estado anuncia benefícios para professores

Docentes receberão aumento no valor do auxílio-transporte e terão direito a benefício para a compra de tablets e computadores



O governador Cláudio Castro anunciou, nesta sexta-feira (15/10), Dia do Professor, um pacote de benefícios para os mais de 45 mil professores da rede estadual de ensino. A partir da próxima semana, os docentes receberão um aumento no valor do auxílio-transporte, que passará dos atuais R$ 6,30 para R$ 17,10 por dia. Em novembro, todos os professores contarão ainda com um auxílio-tecnológico no valor de R$ 3 mil.


-A valorização dos nossos profissionais de Educação é uma das minhas principais preocupações. Por isso, determinei a correção dos valores do auxílio-transportes e a criação do auxílio-tecnológico. Precisamos investir no professor e cada vez mais na modernização do ensino, principalmente durante tempos difíceis como os que temos vivido com a pandemia da Covid-19- afirmou o governador.


O benefício de três mil reais será pago em cota única aos servidores de carreira do magistério. Após o recebimento da quantia o servidor realizará a compra do equipamento tecnológico.


E necessário destacar que, após a compra, o professor deve enviar uma foto do que adquiriu, seja tablet ou computador, com a nota fiscal. O objetivo é garantir a transparência com o gasto do dinheiro público.


-A ideia é disponibilizar esse recurso para que os nossos professores tenham condições de aperfeiçoar seus métodos de ensino e garantir ainda mais qualidade no ensino para os 700 mil estudantes da rede estadual de ensino - explicou o secretário de Educação, Alexandre do Valle.


Concurso


A Secretaria de Educação também está preparando um edital para o preenchimento de 303 vagas para o cargo de Docente 1 e carga horária de 16 horas. A previsão é que os detalhes do concurso sejam publicados no Diário Oficial do próximo mês.


Confira a mensagem do secretário pelo Dia do Professor no link.

Campanha Outubro Rosa na Seeduc

Com incitativa da Superintendência das Regionais Pedagógicas, e apoio da Coordenadoria de Gestão Intersetorial e Frequência Escolar o ato visava a saúde da mulher, a Seeduc realizou ação para prevenção e conscientização do câncer de mama e de colo de útero.


A Secretaria de Estado de Educação promoveu, na manhã desta quarta-feira (13/10), um evento on-line através da plataforma Microsoft Teams, para reafirmar a importância da prevenção contra o câncer de mama e de colo de útero.

A ação teve como objetivo esclarecer às mulheres essas doenças que as atingem, além de fortalecer as recomendações do Ministério da Saúde para a prevenção do diagnóstico precoce e do rastreamento da doença.

Participaram do evento a superintendente de Gestão das Regionais Pedagógicas, Dagmar da Silva Crespo e a coordenadora de Gestão Intersetorial e Frequência Escolar, Bruna Gomes.


Gilberto Amorim, médico oncologista, Coordenador Nacional de Oncologia Mamária da Oncologia D'Or, participou trazendo pontos importantes para a prevenção do câncer de mama e do colo de útero.


A professora de Educação Física, Fernanda Monteiro e a psicóloga, Danielle da Rocha Netto, do Centro Municipal de Saúde José Messias do Carmo, no Santo Cristo, falaram sobre a realização do autoexame, além de dicas e curiosidades, que podem reduzir a incidência e a mortalidade pela doença.

A subsecretária de Estado de Educação, Joilza Rangel, destacou que este é um mês de alerta máximo para todas as mulheres. Ela salientou que os cuidados devem ser permanentes. "Nosso propósito foi alertar nossas servidoras as ações preventivas contra o câncer de mama e útero", concluiu a subsecretária.


Por fim, foram exibidos 11 depoimentos de servidoras que venceram a luta contra o câncer.

Confira a listagem com o resultado das inscrições do curso de extensão “A Alfabetização no contexto do Programa Rio+ Alfabetizado"

Atenção! Confira o resultado das inscrições para o curso de extensão: “A Alfabetização no contexto do Programa Rio+Alfabetizado".

Os inscritos que tiveram os seus nomes indeferidos ou que não constam na lista, podem entrar com recurso conforme Edital de Seleção, por meio do e-mail: qualificacaoacademica@educacao.rj.gov.br.


Ao todo são 2250 vagas, distribuídas entre a Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro (181 vagas), e as Secretarias Municipais de Educação (2069 vagas). O curso tem carga horária de 180 horas que serão distribuídas em 8 módulos.

As atividades serão desenvolvidas no Ambiente Virtual de Apoio Tecnológico à Extensão da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (AVATE/PR3), o qual opera por meio da plataforma Moodle.

O curso de extensão tem como objetivo promover a compreensão e a discussão acerca da alfabetização no Estado do Rio de Janeiro, em diálogo com o Plano Nacional de Educação e com o Programa “Rio + Alfabetizado”, de modo a ampliar conhecimentos, habilidades e técnicas dos docentes alfabetizadores e coordenadores pedagógicos dos anos iniciais do Ensino Fundamental das Secretarias Municipais de Educação do Estado do Rio de Janeiro, bem como da equipe de multiplicadores, constituída por professores e coordenadores pedagógicos alfabetizadores da Secretaria de Estado de Educação do RJ.

Clique aqui e acesse o resultado das inscrições.

Confira o Edital aqui.

Secretário Alexandre Valle visita Ciep 048 - Djalma Maranhão, em Itaguaí

O secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, visitou, na manhã desta sexta-feira (1/10), o Ciep 048 - Djalma Maranhão, no município de Itaguaí, que completou 35 anos de existência.


“Venho parabenizar essa unidade escolar pelo apreço e empenho dedicados aos seus alunos, principalmente aos muitos profissionais que, ao longo desses anos, contribuíram para que a escola se tornasse referência no ensino. Sabemos que a pandemia do Covid-19 é um complicador nas ações, mas estamos avançando na vacinação e logo logo, tudo voltará ao normal”, afirma Alexandre Valle.


É importante ressaltar que 94,7% dos profissionais da Educação já possuem a imunização completa ou parcial.


“A preocupação de nossa Unidade escolar sempre foi trazer para nossos alunos projetos que possam somar na sua vida acadêmica e profissional, além de promover a socialização com o mundo atual também. Somos gratos aos que participaram e participam da construção da nossa história nesses 35 anos. Esperamos continuar juntos, sempre trabalhando para um futuro melhor de toda a nossa comunidade escolar.”, finaliza o diretor Marcos.

Seeduc realiza aulão virtual voltado para o Enem

Alunos concluintes do Ensino Médio puderam tirar dúvidas acerca de conteúdos de Língua Portuguesa e Geografia


A Secretaria de Estado de Educação promoveu, na tarde desta quarta-feira (29/09), um aulão virtual no canal do Youtube e na plataforma na Applique-se, ambos da Seeduc. O primeiro ‘aulão’ trouxe os assuntos mais abordados nas últimas edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).


O professor Mário de Andrade, do Colégio Estadual Ana Neri, em Mesquita, abriu a apresentação do aulão. Depois foi a vez da professora Ramilla Melo Botelho Granja, do Ciep 117 – Carlos Drummond de Andrade (Intercultural Brasil-Estados Unidos), em Nova Iguaçu, ministrar uma aula de Língua Portuguesa explicando concordância verbal, estruturação de texto, redação, além de ter dado dicas essenciais para que os estudantes tenham sucesso nas provas do Enem.



Para finalizar a tarde de estudos, o docente Anderson Pinheiro, do Colégio Estadual Professora Maria de Nazareth Cavalcanti Silva, em Cascadura (Rio de Janeiro), abordou questões de Geografia, onde foram levantados pontos como: A urbanização brasileira e mundial, Revolução Verde, Revolução Industrial etc.


Ao longo de toda a transmissão, os alunos mostraram-se bastante animados, participativos e interagiram com os assuntos que foram trazidos pelos docentes. É importante destacar que o projeto-piloto contou com a participação de mais de 1000 alunos. Após o término da live, os participantes puderam tirar dúvidas com os professores que ficaram disponíveis no chat.

Vale lembrar para aqueles que não conseguiram acompanhar o aulão, que o mesmo estará disponível em nosso canal do Youtube e na plataforma Applique-se.



“Fiquei muito feliz com a implementação do projeto-piloto. E mais ainda de ver a empolgação dos alunos de nossa rede estadual de ensino. Foi um sucesso! A professora destacou ainda que o grande objetivo da Seeduc é formar seres humanos, que possam realizar seus sonhos através de uma educação de qualidade. Quero desejar a todos os nossos alunos sucesso na prova do Enem 2021”, disse a subsecretária Joilza Rangel.

Seeduc promove aulão virtual voltado para o Enem

Alunos concluintes do Ensino Médio terão acesso a conteúdos de Língua Portuguesa e Geografia


A Secretaria de Estado de Educação (Seeduc-RJ) promoverá na próxima quarta-feira, dia 29, às 15h, o primeiro ‘aulão’ virtual com os assuntos mais abordados nas últimas edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Na proposta, que acontecerá em caráter piloto, serão ministradas aulas de Língua Portuguesa e Geografia, direcionadas, especialmente, para os alunos concluintes da Educação Básica.


As aulas de cada componente curricular terão duração de 20 minutos e serão transmitidas pelo aplicativo Applique-se, utilizado pelos estudantes da rede estadual, e também pelo canal SeeducRJ no Youtube.


“A pandemia Covid-19 produziu um impacto direto na educação brasileira. Para minimizar os danos causados pela doença, a Seeduc está disponibilizando meios para construir oportunidades de um melhor aproveitamento na participação do ENEM 2021 aos nossos alunos”, afirma o secretário estadual de Educação, Alexandre Valle.


O professor Mario de Andrade, do Colégio Estadual Ana Neri, em Mesquita, fará a apresentação do aulão. Para ministrar a aula de Língua Portuguesa e dar dicas de redação, foi convidada a professora Ramila Melo Botelho Granja, do Ciep 117 – Carlos Drummond de Andrade (Intercultural Brasil-Estados Unidos), em Nova Iguaçu. Já o docente Anderson Pinheiro, do Colégio Estadual Professora Maria de Nazareth Cavalcanti Silva, em Cascadura (Rio de Janeiro), tratará de questões de Geografia.



Ouvidoria Geral da Seeduc realiza treinamento de aperfeiçoamento da equipe

A Ouvidoria Geral da Seeduc iniciou hoje, dia 27 de setembro, na sede da secretaria, o treinamento de aperfeiçoamento da equipe, com a duração de quatro dias, acerca do sistema informatizado Fala.BR - Plataforma Integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação. A ação acontece conforme a Resolução CGE nº 37/2019 e tem como objetivo transformar e melhorar a performance, bem como o resultado final a fim de garantir as informações prestadas pelo órgão.


Os temas abordados são os marcos legais, o crescimento e número de demandas, a composição dos canais da ouvidoria, a importância do preenchimento correto do formulário, os prazos para as respostas, a análise e distribuição das manifestações.


O setor é responsável pelo recebimento e tratamento das manifestações registradas pelo sistema em questão. Tanto servidores quanto a população são atendidos por meio telefônico, Fala.BR e e-SIC.

Secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, participa das comemorações do 35º aniversário do Consed


Na quinta-feira (24/09), o secretário de Estado de Educação e vice-presidente do Consed, Alexandre Valle, participou, em São Paulo, da cerimônia que marcou os 35 anos de fundação do Conselho Nacional de Secretários de Educação – Consed. O evento reuniu secretários de educação dos estados brasileiros e convidados.


O presidente Vitor fez a cerimônia de abertura. As comemorações foram precedidas por reunião do Conselho, quando foram tratadas questões como as avaliações nacionais, financiamentos, o Sistema Nacional de Educação e as ações nos estados durante e pós-pandemia, e, ainda, de palestras e apresentação de pesquisas.


O encontro também contou com a participação do secretário de Educação Básica do MEC, Mauro Rabelo; da presidente do CNE, Maria Helena Guimarães Castro; do presidente da Andifes, Marcus Vinicius David; e do presidente da Undime, Luiz Miguel Garcia.


Na ocasião foi comemorado o centenário do educador Paulo Freire e lançado o Prêmio Paulo Freire de Jornalismo e a assinatura do termo de parceria entre o Consed e a Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) que visa apoio aos estados na implementação do Novo Ensino Médio.


A reunião seguiu todos os protocolos sanitários, incluindo a testagem para Covid de todos os participantes.

Confira a listagem preliminar do resultado das inscrições para o curso de extensão: “A BNCC e o Novo Ensino Médio”

Atenção! Confira aqui, a listagem preliminar do resultado das inscrições para o curso de extensão: “A BNCC e o Novo Ensino Médio”. Como a inscrição para o curso foi prorrogada até o dia 16 de setembro, em breve, a Seeduc incluirá os demais nomes que foram deferidos no processo seletivo.


Os inscritos que tiveram os seus nomes indeferidos ou que não constam na lista, mas fizeram a inscrição, devem procurar a Coordenação de Qualificação Acadêmica por meio do e-mail: qualificacaoacademica@educacao.rj.gov.br ou pelos telefones (21) 2380-9111/9237.



A ação é uma parceria entre a Seeduc com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). É válido lembrar que os profissionais da secretaria de Estado de Educação interessados ainda podem se inscrever, até o dia 16 de setembro, por meio do link https://bit.ly/3fQizVd. Ao todo, foram disponibilizadas 2800 vagas para a turma 2021.2. O curso possui carga horária de 90 horas e duração de 3 meses.



O curso será ofertado através da Plataforma AVATE/UERJ que contém todas as informações a respeito do projeto. Confira no link: https://avate.pr3.uerj.br/course/index.php?categoryid=21

Acesse o edital clicando no link https://bit.ly/3AzOfGg.

Sobre o início do curso

A UERJ enviou uma carta de recepção do curso que inicia hoje! Porém, vale destacar que, como as inscrições estão prorrogadas até o dia 16 de setembro, primeiramente será disponibilizado uma introdução do curso. Dessa forma, após o término do período de inscrição, todos poderão acompanhar o projeto normalmente e com os mesmos prazos. Confira a carta clicando no link https://bit.ly/3k5aNco.



Seeduc lança campanha do Setembro Amarelo

A Secretaria de Estado de Educação promoveu, nesta sexta-feira (10/09), uma ação especial na sua sede distribuindo fitas amarelas – símbolo da campanha “Setembro Amarelo” – e palavras de motivação. Além disso, um informativo sobre o tema será enviado às unidades escolares e Diretorias Regionais para intensificarem os debates ao longo do mês.


Junto aos coordenadores pedagógicos e orientadores educacionais, a Seeduc vai realizar a oficina “Setembro Amarelo: construindo ações preventivas na rede estadual de educação do Rio de Janeiro”. Esta ação será realizada com as Diretorias Regionais por meio de plataforma digital.


As ações nas escolas serão desenvolvidas nos ambientes virtual e presencial, sendo que, neste último, todos os protocolos de prevenção a Covid-19 serão rigorosamente observados e seguidos. Os trabalhos desenvolvidos serão divulgados nas redes sociais da Seeduc-RJ.


Seeduc-RJ participa de audiência pública da Comissão de Educação da Alerj

Representando o secretário de Educação, Alexandre Valle, a subsecretária de Gestão de Ensino da Secretaria de Estado de Educação, professora Joilza Rangel, acompanhou, nesta sexta-feira (10/09), ao lado da sua equipe, a audiência on-line promovida pela Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) para apresentação do Relatório Anual das Atividades do Conselho Estadual de Educação. Na ocasião, foram colocados diversos temas de interesse da educação fluminense.

A subsecretária agradeceu a oportunidade de participar do encontro virtual e se colocou à disposição para conversar sobre pontos colocados por representantes de entidades presentes.


– Essas audiências possibilitam ouvirmos e estudarmos questões relevantes, o que nos leva ao seu devido encaminhamento para análise e providências cabíveis. Estamos sempre prontos para somar e contribuir com as entidades presentes. Todos nós temos o mesmo propósito que é avançar no caminho da aprendizagem e fortalecer a educação dos nossos jovens -, disse a professora.


O encontro foi transmitido ao vivo pela TV Alerj, com a participação de representantes do Conselho Estadual de Educação-RJ; do Fórum de Educação de Jovens e Adultos (EJA); do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ); da Associação dos Diretores de Escolas Públicas do Estado do Rio de Janeiro (Aderj), entre outras entidades.


Seeduc, em parceria com a Uerj, lança cursos de formação para profissionais das redes estadual e municipais

Os projetos de formação A BNCC e o Novo Ensino Médio” e “Rio+Alfabetizado”

visam aprimorar o desenvolvimento dos profissionais da Seeduc e oferecer apoio aos municípios fluminenses


Representando o secretário de estado de Educação, Alexandre Valle, a subsecretária de Gestão de Ensino, Joilza Rangel, participou, nesta quinta-feira (09/09), do encontro de abertura dos cursos de extensão e de especialização – “A BNCC e o Novo Ensino Médio” e o “Rio+Alfabetizado” – oferecidos pela Seeduc em parceria com a Universidade do Rio de Janeiro – UERJ.

Para o subsecretária, esse trabalho conjunto é essencial para permitir o aprofundamento em formações que vão ampliar o conhecimento de tantos profissionais da educação.

– Gostaria de registrar o agradecimento do nosso secretário Alexandre Valle pelo trabalho dos profissionais da Uerj no desenvolvimento desse trabalho que vai colaborar para a implantação da BNCC e também para dar apoio ao trabalho dos alfabetizadores fluminenses, afirmou.

O programa Rio + Alfabetizado tem por objetivo promover e aprimorar a Educação Básica conferindo qualificação acadêmica aos docentes alfabetizadores e coordenadores pedagógicos dos anos iniciais do ensino fundamental das secretarias municipais de educação do estado do Rio de Janeiro e a equipe de multiplicadores da Seeduc-RJ a fim de alterar de forma concreta e efetiva as práticas pedagógicas e assim contribuir para a construção de uma educação de qualidade.

A parceria também desenvolveu a oferta de cursos de extensão e especialização “A BNCC e o Novo Ensino Médio”, que têm por objetivo qualificar profissionais da educação do Ensino Médio, professores regentes e coordenadores pedagógicos das escolas que ofertam esta etapa da Educação Básica e professores formadores da Seeduc/RJ, por área do conhecimento, com base na BNCC e no Novo Ensino Médio, através de conteúdos que visem à prática docente permeada pelas tecnologias educacionais.

O evento contou com presença do reitor da UERJ, Professor Ricardo Lodi Ribeiro, do Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa da UERJ, Professor Luis Antonio Campinho Pereira da Mota; da Pró-Reitora de Extensão e Cultura da UERJ, Professora Cláudia Gonçalves de Lima; da assessora especial da Superintendência de Desenvolvimento de Pessoas da Seeduc, professora Elizabeth Gil; e do coordenador Geral do Projeto junto à Seeduc, o professor da UERJ, Aluízio Belisário.




Confira a listagem preliminar do resultado das inscrições para o curso de extensão: “A BNCC e o Novo Ensino Médio”

Atenção! Confira no link https://bit.ly/3tFX4MF, a listagem preliminar do resultado das inscrições para o curso de extensão: “A BNCC e o Novo Ensino Médio”. Como a inscrição para o curso foi prorrogada até o dia 16 de setembro, em breve, a Seeduc incluirá os demais nomes que foram deferidos no processo seletivo.

A ação é uma parceria entre a Seeduc com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). É válido lembrar que os profissionais da secretaria de Estado de Educação interessados ainda podem se inscrever, até o dia 16 de setembro, por meio do link https://bit.ly/3fQizVd. Ao todo, foram disponibilizadas 2800 vagas para a turma 2021.2. O curso possui carga horária de 90 horas e duração de 3 meses.

Confira mais informações no site da Seeduc (https://bit.ly/2Sla9g4) ou no Edital clicando no link https://bit.ly/3AzOfGg.

Sede da Secretaria de Educação é sanitizada

Hoje, dia 04 de setembro, a sede da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro passou por um processo de sanitização com o objetivo de continuar seguindo à risca todos os protocolos sanitários contra a Covid-19.

A ação foi uma parceria entre a Seeduc e a Cedae, e contou com a colaboração dos funcionários da empresa Santa Cabrini

Inscrições prorrogadas para Curso Firjan-Sesi Matemática Online até o dia 24 de setembro

Alunos da 1ª e 2ª séries do Ensino Médio e Módulos I e II da Educação de Jovens e Adultos (EJA), que desejam participar do Curso Firjan-Sesi Matemática Online, podem até o dia 24 de setembro. São 1500 vagas distribuídas entre as 14 regionais da Seeduc.

O objetivo do curso é contribuir na formação básica de matemática, de maneira a preencher as eventuais lacunas trazidas pelos estudantes ao longo de seu processo formativo, ou por ocasião da pandemia da Covid-19.

A estrutura do curso baseia-se em:

- Mapeamento das Habilidades Essenciais de Matemática da Educação Básica, com foco em suprir os conteúdos mais fundamentais do Ensino Fundamental e do início do Ensino Médio;

- Implementação de Trilha Pedagógica Gamificada, na plataforma online Mangahigh ( www.mangahigh.com )

- Acompanhamento semanal, com aulas síncronas com professores das Escolas Firjan-Sesi, para apoio pedagógico, dúvidas etc., por meio do aplicativo Microsoft Teams;

- Competição de Games de Matemática, ao longo de todo o curso, e com culminância na etapa final, para potencializar o engajamento dos estudantes nas atividades.

O curso acontece dentro da Plataforma Mangahigh, de forma autônoma. O aluno, após matrícula, recebe dados de login e senha da plataforma, e ao acessá-la, encontra semanalmente as atividades propostas, de acordo com as habilidades planejadas para aquela semana. Ele acessa as atividades, joga os games, e ao fazer isso, vai desenvolvendo os conteúdos. A plataforma é preparada para desenvolver autonomia nos estudantes, de tal maneira que ela própria forneça explicações, dicas e apoio de conteúdo, possibilitando ao aluno jogar e aprender a matemática envolvida no jogo, mesmo que não tenha tido contato com aquele conteúdo antes.

A carga horária do curso é de 10 horas semanais sendo:

- 2h de dúvidas com professor (apoio pedagógico, direcionamento de atividades)
- 8h de estudo dirigido (Plataforma Mangahigh – acesso remoto, gamificado, adequeado à série/ano).

As aulas síncronas com professores da Firjan-Sesi entram como complemento, como um momento de tutoria, onde o aluno tem a oportunidade de revisitar os conceitos trabalhados nos games daquela semana, e de dirimir suas eventuais dúvidas.

Para encerramento do projeto, será realizada a Copa Firjan Sesi de Games de Matemática.

A inscrição pode ser feita pelo link http://aplicacoes.educacao.rj.gov.br/SesiSeeduc/.

Cônsul-geral da República da Coréia visita colégio estadual e se reúne com o secretário de Educação Alexandre Valle

O cônsul-geral da República da Coréia em São Paulo, Insang Hwang, esteve nesta quarta-feira (01/9), no Colégio Estadual Olga Benário Prestes, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio. A visita foi para conhecer a unidade que ensina o idioma, fruto de uma parceria da Seeduc com o consulado coreano.

Na ocasião, os alunos fizeram apresentação da dança K-pop, oriunda do país que virou febre mundial entre os jovens, e outra da arte marcial taekwondo, que também é sul-coreana.

Durante o evento e para surpresa dos alunos, o cônsul anunciou que irá ofertar o curso livre de taekwondo para os estudantes presentes. Disse ainda que estava muito feliz em estar ali e aproveitou para homenagear o corpo técnico da Secretaria de Estado de Educação, oferecendo uma lembrança do país.

Em seguida, Insang Hwang se reuniu na sede da Seeduc, no Santo Cristo, com o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle. No encontro, o secretário e o cônsul falaram sobre a parceria entre a Seeduc e o consulado coreano, que vigora desde 2017 por meio do Centro de Educação Coreana em São Paulo – CECSP.

Uma das pautas da reunião foi a possibilidade de expansão do ensino para outras cinco escolas da rede, e a criação de uma futura unidade intercultural Brasil-Coreia. Além do C.E. Olga Benário, o projeto também acontece no C.E. Visconde de Cairu, no Méier, também na Zona Norte do Rio.

Seeduc participa de audiência Pública da Comissão de Educação da Alerj que discutiu o retorno às aulas presenciais nas Unidades

A Audiência Pública foi virtual e reuniu representantes da Seeduc, Ministério Público do Estado, Defensoria Pública, Deputados Estaduais e dos Movimentos Estudantis.

O deputado Flávio Serafini, presidente da Comissão de Educação da Assembleia apresentou um relatório sobre as condições estruturais e pedagógicas das Unidades Escolares na volta das aulas presenciais.

O subsecretário de Gestão de Administração, Leonardo Morais reconheceu a importância do relatório e disse que a Seeduc visitou as Unidades e já colocou em andamento algumas ações, como a distribuição de 6 mil kits contendo material de todas as disciplinas.

A superintendente Pedagógica Elizângela Lima informou, que além disso, estão à disposição dos alunos apostilas e podcasts, com orientações sobre os protocolos sanitários para evitar a contaminação da Covid-19.

A subsecretária de Gestão de Ensino, Joilza Rangel representando o secretário Alexandre Valle, reforçou a necessidade de evitar a evasão escolar e, para isso, a Seeduc adotou um programa de acolhimento de alunos e professores. Esse suporte de aprendizagem paralela foi produzido com uma linguagem simples e direta para atrair os mais jovens.

A Seeduc aposta na tecnologia para trazer o aluno de volta às salas de aula e reforçou que os conteúdos oferecidos aos alunos da rede são produzidos de forma lúdica e prazerosa e que a Secretaria está aberta ao diálogo.

Os participantes também abordaram outros pontos, como o transporte escolar, a valorização dos profissionais da educação e a necessidade de mais investimentos na área.

Inscrição aberta para o curso de extensão "A Alfabetização no Contexto do Programa Rio + Alfabetizado"

A Seeduc informa que está aberta a inscrição para o curso de extensão: “A Alfabetização no Contexto do Programa Rio + Alfabetizado”. A ação é uma parceria com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).


Ao todo são 2250 vagas, distribuídas entre a Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro (181 vagas), e as Secretarias Municipais de Educação (2069 vagas). O curso tem carga horária de 180 horas que serão distribuídas em 8 módulos.



As atividades serão desenvolvidas no Ambiente Virtual de Apoio Tecnológico à Extensão da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (AVATE/PR3), o qual opera por meio da plataforma Moodle.



O curso de extensão tem como objetivo promover a compreensão e a discussão acerca da alfabetização no Estado do Rio de Janeiro, em diálogo com o Plano Nacional de Educação e com o Programa “Rio + Alfabetizado”, de modo a ampliar conhecimentos, habilidades e técnicas dos docentes alfabetizadores e coordenadores pedagógicos dos anos iniciais do Ensino Fundamental das Secretarias Municipais de Educação do Estado do Rio de Janeiro, bem como da equipe de multiplicadores, constituída por professores e coordenadores pedagógicos alfabetizadores da Secretaria de Estado de Educação do RJ.



Clique aqui e acesse o link de inscrição.


Confira o Edital aqui.


Secretário de Educação recebe representantes da Associação dos Estudantes Secundaristas do Estado do Rio de Janeiro (Aerj)

O secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, a subsecretária de Gestão de Ensino, Joilza Rangel e o subsecretário de Gestão Administrativa, Leonardo Morais, receberam na tarde desta quinta-feira (26/08), na sede da Secretaria, representantes da Associação dos Estudantes Secundaristas do Estado do Rio de Janeiro (Aerj). No encontro, os estudantes apresentaram uma pauta de reivindicações, como a volta das aulas presenciais com segurança, passe livre, merenda, entre outros pontos.

O secretário, seguindo a orientação do governador Claudio Castro, afirmou que o diálogo é prioridade na sua gestão e que a Seeduc está de portas abertas para os estudantes. Ele ressaltou ainda que o respeito é uma das prioridades.

A reunião serviu também para que o secretário esclarecesse ainda outros pontos importantes para o funcionamento de todas as 1.230 escolas que existem no Estado, entre eles o funcionamento do Applique-se, a sanitização nas escolas, a distribuição dos kits e o retorno às aulas presenciais.

O secretário, Alexandre Valle informou ainda que estuda a reativação dos CIEPs, que, segundo ele, uma das maiores revoluções da educação do Estado do Rio de Janeiro. Também foi colocado a questão da evasão escolar. O secretário conta com o apoio dos próprios estudantes para reverter essa situação. Ainda neste sentido, o secretário Alexandre Valle disse que pretende visitar todas as unidades para ver de perto os problemas e, junto com a comunidade acadêmica encontrar soluções no menor prazo possível. Ao final desse encontro ficou agendado uma nova reunião para o próximo mês.

Ensino híbrido (presencial e remoto) autorizado em 80 municípios na semana do dia 30 de agosto

De 30 de agosto a 03 de setembro, as aulas presenciais na rede estadual de ensino público estão autorizadas nas escolas estaduais de 80 municípios fluminenses. Os demais 12 municípios estão com as atividades presenciais suspensas devido aos decretos de cada cidade.

Para que as atividades escolares presenciais ocorram de forma segura aos estudantes e profissionais, as unidades seguem atentas ao bandeiramento de risco estadual de Covid-19 e cumprindo todos os protocolos sanitários necessários.

A Secretaria de Estado de Educação e a Secretaria de Estado de Saúde instituíram protocolos e orientações complementares para a garantia do atendimento escolar nas unidades de ensino da rede estadual e nas escolas da rede privada vinculadas ao Sistema Estadual de Ensino do Rio de Janeiro. O propósito é autorizar o funcionamento, acompanhamento e avaliação das unidades.

O bandeiramento considera o regramento municipal. Caso determinado município se manifeste contra a flexibilização do isolamento social de forma oficial, o ensino ficará exclusivamente remoto nessa região.

Deve ser observado o seguinte percentual máximo diário de funcionamento, de acordo com a capacidade física de atendimento da unidade:

1. De até 40% (quarenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira vermelha;

2. De até 70% (setenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira laranja;

3. De até 100 % (cem por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira amarela e verde;

Observamos, também, que todas as unidades escolares da rede estadual de ensino, independente da normativa em vigor, estarão abertas para atender à comunidade para retirada de material pedagógico, entrega de documentos, matrícula de alunos, retirada de kit alimentação, entre outras questões relativas à rotina administrativa.

Vacinação

Já são 95% dos profissionais da Educação que tomaram a primeira dose e 45% que estão com o ciclo vacinal completo.

Os servidores ficarão temporariamente afastados das atividades presenciais, caso testem positivo ou tenham sintomas de Covid-19, como febre, calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou distúrbios gustativos.

Ator Hélio de La Peña visita Degase para conversa com jovens socioeducandos

A fim de promover uma interação cultural entre os socioeducandos da Escola João Luiz Alves, uma das unidades de ressocialização do Degase, na última terça-feira (24/8), o ator e escritor Hélio de La Peña foi o convidado da oficina "Cine Palavras que Libertam".

Um dia antes da visita os socioeducandos haviam assistido o filme "Correndo Atrás", roteirizado por La Peña a partir de uma adaptação de seu livro "Vai na bola, Glanderson!", que os meninos também puderam conhecer na oficina de produção textual.

A iniciativa é um desdobramento da oficina "Palavras que Libertam", ministrada pelo escritor e cientista social, Binho Cultura, em parceria com a Divisão de Cultura, Esporte e Lazer (Dicel) da Coordenação de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Cecel) do Degase.

“A ideia é mostrar como o livro pode ser adaptado para o cinema, como foi o caso do Hélio, que é uma referência positiva para eles. Ele veio do subúrbio, é negro e venceu o racismo e o preconceito. Mostrar isso para eles é muito importante. Queremos que eles reescrevam suas histórias, é para isso que a oficina existe”, declarou.

Além da exibição, os jovens receberam exemplares do livro de Hélio, doados pela produtora Raccord Produções, sendo uma parte dos exemplares destinada para o acervo das salas de leitura utilizadas pelos adolescentes e outra parte para os servidores do Departamento que também participaram do evento.

Com pitadas de humor mas também com a seriedade que o tema exige, La Peña aproveitou para dizer que: “Tratar essas pessoas de forma humana pode fazer grande diferença na maneira que eles veem o mundo. Quero mostrar que histórias que começam mal podem acabar bem. A educação também transformou a minha vida”, disse o ator.

Já aos pais e responsáveis deles, La Peña deixou um breve e direto recado: “Tenham paciência e tranquilidade”, concluiu.

Curso de extensão "Formação Estação Empreender" abre inscrição

O curso de extensão “Formação Estação Empreender” está com inscrições abertas até o dia 30 de setembro. Podem participar os professores ou integrantes das equipes gestoras das escolas da rede estadual de ensino. Os participantes do curso irão aprender sobre como o design, os ofícios artesanais e as ferramentas digitais podem transformar a educação. A inscrição pode ser realizada por meio do link http://estacaoempreender.uff.br/.

O curso acontecerá na plataforma moodle (EAD), do dia 04 de outubro até 19 de dezembro, contabilizando 90h de carga horária.

Inscrições abertas até o dia 29 de agosto para a Jornada da Educação Online 2021.2

A Seeduc informa que está aberto, até o dia 29 de agosto, o prazo para realizar a inscrição para a Jornada da Educação On-Line 2021.2. Neste semestre, serão disponibilizadas 200 vagas para cada uma das jornadas e os interessados podem se inscrever por meio dos seguintes links:

JEO I – https://sites.google.com/educa.rj.gov.br/jornadaeducacaoonline/jeo-i;

JEO II – https://sites.google.com/educa.rj.gov.br/jornadaeducacaoonline/jeo-ii;

JEO III – https://sites.google.com/educa.rj.gov.br/jornadaeducacaoonline/jeoiii.

Os cursos têm previsão de início no dia 02 de setembro e conclusão em 30 de novembro. A ação é destinada para todos os profissionais de educação da rede. Cabe informar, também, que todas as três Jornadas contarão com a mediação dos professores-formadores da Superintendência de Desenvolvimento de Pessoas e, ao término de cada uma, serão emitidas declarações de participação.

Como a oferta será concomitante para as três Jornadas (I, II e III), o servidor poderá optar por cursá-las simultaneamente ou separadamente, devendo preencher cada um dos links acima mencionados. Vale ressaltar que os cursos foram atualizados, de modo que se o servidor já cursou a JEO em alguma de suas edições anteriores, e quiser se atualizar, há a possibilidade de cursar novamente a versão da Jornada que for de seu interesse.

Ensino híbrido (presencial e remoto) está autorizado em 78 municípios

Na semana de 23 a 27 de agosto, as aulas presenciais na rede estadual de ensino estão autorizadas nas escolas estaduais de 78 municípios fluminenses. Os demais 14 municípios estão com as atividades presenciais suspensas em atendimento aos respectivos decretos municipais.

As unidades escolares seguem observando e cumprindo todos os protocolos sanitários necessários e o bandeiramento de risco estadual de Covid-19, a fim de que as atividades escolares presenciais ocorram de forma segura para estudantes e profissionais de educação.

A Secretaria de Estado de Educação e a Secretaria de Estado de Saúde instituíram protocolos e orientações complementares para a garantia do atendimento escolar nas unidades de ensino da rede estadual e nas escolas da rede privada vinculadas ao Sistema Estadual de Ensino do Rio de Janeiro. O propósito é autorizar o funcionamento, acompanhamento e avaliação das unidades.

O bandeiramento considera o regramento municipal. Caso determinado município se manifeste contra a flexibilização do isolamento social de forma oficial, o ensino ficará exclusivamente remoto nessa região.

Deve ser observado o seguinte percentual máximo diário de funcionamento, de acordo com a capacidade física de atendimento da unidade:

1. De até 40% (quarenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira vermelha;

2. De até 70% (setenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira laranja;

3. De até 100 % (cem por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira amarela e verde;

Observamos, também, que todas as unidades escolares da rede estadual de ensino, independente da normativa em vigor, estarão abertas para atender à comunidade para retirada de material pedagógico, entrega de documentos, matrícula de alunos, retirada de kit alimentação, entre outras questões relativas à rotina administrativa.

Vacinação

Já são 95% dos profissionais da Educação que tomaram a primeira dose e 45% que estão com o ciclo vacinal completo.

Os servidores ficarão temporariamente afastados das atividades presenciais, caso testem positivo ou tenham sintomas de Covid-19, como febre, calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou distúrbios gustativos.

Governo do Rio altera protocolos de volta às aulas

Ensino híbrido, presencial e remoto, será restabelecido em todo estado do Rio de Janeiro


A partir da próxima segunda-feira (16/8), as aulas presenciais estarão autorizadas a retornar em todo o território fluminense. Todos os protocolos sanitários necessários serão devidamente cumpridos. As orientações sanitárias e o bandeiramento de risco estadual de Covid-19 serão observados, a fim de que as atividades escolares presenciais ocorram de forma segura para estudantes e servidores.


Em Resolução conjunta (SEEDUC/SES n.º 1569), a Secretaria de Estado de Educação e a Secretaria de Estado de Saúde instituíram protocolos e orientações complementares para a garantia do atendimento escolar nas unidades de ensino da rede estadual e nas escolas da rede privada vinculadas ao Sistema Estadual de Ensino do Rio de Janeiro. O propósito do documento é autorizar o funcionamento, acompanhamento e avaliação das unidades.


A nova legislação ainda leva em consideração o regramento municipal. Caso determinada município se manifeste contra a flexibilização do isolamento social de forma oficial, o ensino ficará exclusivamente remoto nessa região. No entanto, há mudanças no bandeiramento. Agora, as escolas poderão oferecer aulas presenciais na bandeira vermelha.


Deve ser observado o seguinte percentual máximo diário de funcionamento, de acordo com a capacidade física de atendimento da unidade:

1. De até 40% (quarenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira vermelha;

2. De até 70% (setenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira laranja;

3. De até 100 % (cem por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira amarela e verde;


Observamos que todas as unidades escolares da rede estadual de ensino, independente da normativa em vigor, estarão abertas para atender à comunidade para retirada de material pedagógico, entrega de documentos, matrícula de alunos, retirada de kit alimentação, entre outras questões relativas à rotina administrativa.


Vacinação

Já são 95% dos profissionais da Educação que tomaram a primeira dose e 45% que estão com o ciclo vacinal completo.


Os servidores ficarão temporariamente afastados das atividades presenciais, caso testem positivo ou tenham sintomas de Covid-19, como febre, calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza, distúrbios olfativos ou distúrbios gustativos.


Acesse aqui a listagem de escolas e a resolução.

Ex-aluna da rede estadual de ensino viaja para competir os Jogos Olímpicos

Atleta do rugby começou a praticar esporte quando ainda estava estudando

Já se imaginou participando de alguma edição dos Jogos Olímpicos? Eshyllen Coimbra Cardoso, ex-aluna do Colégio Estadual Pedro Álvares Cabral, localizado em Copacabana, realizou esse ano seu sonho! A atleta, de 20 anos, faz parte da seleção brasileira de rugby e esteve em Tóquio para representar o Brasil.

Segundo ela, o conhecimento sobre esse esporte veio quando ainda estava estudando. Duas amigas sempre falavam sobre essa modalidade, mas na época Eshyllen jogava vôlei de quadra. Depois passou para o vôlei de praia e treinava ao lado do projeto social “Rugby para Todos”.

— Eu esperava minhas amigas que estavam no projeto para poder voltar para casa. O pessoal sempre me convidava para conhecer mais sobre o esporte e eu sempre fazia charme. Até que um dia rolou uma jogada que achei legal e tive então o meu primeiro contato com a bola oval na praia do leme - contou animada.

Desde esse dia, a ex-aluna começou a se aprofundar e se dedicar ao rugby. As oportunidades foram surgindo, ela foi se destacando nos torneios juvenis até conseguir seu lugar na seleção brasileira.

— Parece mentira! A ficha demorou demais para cair! Mas é uma felicidade que não cabe no peito! É fantástico realizar esse sonho de ir a Olimpíada em tão pouco tempo - disse a atleta.

O foco de Eshyllen agora está nas etapas do circuito mundial. A intenção é garantir vaga na Copa do Mundo de Rugby.

Processo Seletivo para participação no curso de extensão "A BNCC e o Novo Ensino Médio"

A Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro, por meio da Superintendência de Desenvolvimento de Pessoas (SUPDP), em parceria com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), torna público o Edital, contendo as normas referentes ao processo seletivo para participação no curso de extensão “A BNCC e Novo Ensino Médio”, turma 2021.2.


Ao todo, estão disponíveis 2800 vagas para o curso que visa promover a compreensão acerca da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Médio, e sua implementação no âmbito do estado do Rio de Janeiro. Além disso, a ação tem como objetivo ampliar conhecimentos, habilidades e técnicas em docência dos servidores de carreira da Seeduc. Contribui-se desta forma, para o melhor atendimento à população fluminense, especialmente na oferta de atualização profissional com a qualidade acadêmica necessária à educação do Estado.



O curso, que é destinado exclusivamente aos profissionais da Seeduc, contempla um total de 90 horas, distribuídas em três módulos de 30 horas, baseado na estrutura curricular: Constituição e Estruturação da BNCC e o Novo Ensino Médio; Competências e Habilidades do Séc. XXI na BNCC; e Currículos e Itinerários Formativos.


Os interessados podem se inscrever até o dia 16 de setembro por meio do link https://bit.ly/3fQizVd.

A data prevista para o início da turma é dia 13 de setembro e término em 04 de dezembro. O curso será desenvolvido a partir do Ambiente Virtual de Apoio Tecnológico à Extensão da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura – AVATE.


As inscrições dos candidatos serão confirmadas pela Seeduc após o término do período de inscrição e divulgadas aqui, no site institucional, em listagem constando a menção: inscrição aceita ou inscrição não aceita.


Não será construído banco de vagas reservas já que o número de vagas é limitado.

Todos os recursos após o resultado da inscrição deverão ser realizados e encaminhados para o e-mail: qualificacaoacademica@educacao.rj.gov.br no período de 09 e 10 de setembro.


Os participantes do curso receberão um Certificado de Conclusão, desde que cumpram um percentual de tarefas solicitadas, bem como obtenham um grau mínimo, a serem explicitados nas instruções fornecidas no início do Curso e que constarão do Ambiente Virtual de desenvolvimento.

Os casos omissos serão analisados e resolvidos pela Superintendência de Desenvolvimento de Pessoas (SUPDP), da Subsecretaria de Planejamento e Ações Estratégica (SUBPAE), da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro (Seeduc).

Vale ressaltar que é responsabilidade do candidato manter-se informado sobre datas, locais e prazos fixados no cronograma do edital.

Clique aqui e confira o edital completo.


Avaliação de Desempenho - Carreira de Executivo Público

A Subsecretaria de Planejamento e Ações Estratégicas, por meio da Superintendência de Desenvolvimento de Pessoas (SUPDP), informa que será iniciada em 16 de agosto de 2021 a avaliação de desempenho dos servidores ocupantes dos cargos de Analista Executivo e Assistente Executivo da Carreira de Executivo Público lotados na SEEDUC/RJ.


As chefias dos servidores a serem avaliados devem realizar o preenchimento da ficha de avaliação e seu envio até 10 de setembro de 2021, conforme as orientações da Coordenadoria de Carreiras.


Destacamos que todas as informações relativas aos procedimentos de avaliação, legislação e orientações gerais também serão encaminhadas, por e-mail, para os avaliadores e avaliados.


Confira aqui o cronograma com todas as etapas da avaliação.


Em caso de dúvidas, o servidor deverá entrar em contato com a Coordenadoria de Carreiras através do e-mail: avaliacaodesempenho@educacao.rj.gov.br ou pelo telefone: (21) 2380 - 9246.


Ensino híbrido autorizado em 56 municípios na semana de 09 a 13 de agosto

Os municípios autorizados podem oferecer atividades pedagógicas presenciais


No período de 09 a 13 de agosto, as escolas estaduais de 56 municípios fluminenses estão autorizadas a oferecer aulas no modelo de ensino híbrido (presencial e remoto).


Os municípios são: Angra dos Reis; Araruama; Areal; Armação de Búzios; Arraial do Cabo; Barra do Piraí; Barra Mansa; Bom Jardim; Cabo Frio; Cachoeiras de Macacu; Campos dos Goytacazes; Cantagalo; Carmo; Casimiro de Abreu; Comendador Levy Gasparian; Conceição de Macabu; Engenheiro Paulo de Frontin; Guapimirim; Itaboraí; Itaguaí; Itatiaia; Macaé; Macuco; Magé; Mangaratiba; Maricá; Mendes; Miguel Pereira; Niterói; Nova Friburgo; Paracambi; Paraíba do Sul; Paraty; Paty do Alferes; Petrópolis; Pinheiral; Piraí; Porto Real; Quatis; Quissamã; Resende; Rio Bonito ;Rio Claro; Rio das Ostras; Santa Maria Madalena; São Fidélis; São Gonçalo; São José do Vale do Rio Preto; Sapucaia; Saquarema; Sumidouro; Tanguá; Três Rios; Valença; Vassouras; Volta Redonda.


Nesses casos, as unidades escolares poderão oferecer atividades pedagógicas presenciais, conforme prevê a Resolução nº 5.930/2021, publicada no dia 23 de abril, que estabeleceu protocolos e orientações complementares para o atendimento nas unidades escolares públicas e privadas do sistema estadual de ensino. Caberá aos responsáveis, ou alunos maiores de idade desses municípios, a opção pelo retorno presencial ou a permanência somente no ensino remoto.


As escolas deverão realizar as adequações necessárias ao seu plano de ação em vigor, de acordo com o planejamento alternativo previamente elaborado pelo estabelecimento de ensino. Caberá às direções a organização das atividades presenciais, observando a sua realidade, considerando o projeto pedagógico da unidade escolar, os docentes disponíveis, o distanciamento social e os protocolos sanitários.


As unidades dos demais 36 municípios vão oferecer ensino exclusivamente remoto e funcionarão para atividades administrativas, como a retirada de material pedagógico e do kit alimentação, além de entrega de documentos e matrícula de alunos.


De acordo com o documento, em caso de bandeiras vermelha e roxa, as unidades escolares da rede pública estadual funcionarão apenas para atividades administrativas, como a retirada de material pedagógico e do kit alimentação, além de entrega de documentos e matrícula de alunos. As aulas, nesses casos, acontecerão somente de forma remota.


Já a partir das bandeiras de risco laranja, amarela e verde, as escolas estaduais poderão desenvolver atividades pedagógicas com os estudantes que tenham interesse em frequentar aulas presenciais, mediante a capacidade física da unidade, em sistema de rodízio, respeitando as normas de distanciamento. Também deverá ser observado o seguinte percentual diário de funcionamento:


I - Ensino Fundamental:

1. De até 50% (cinquenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira laranja;

2. De até 75% (setenta e cinco por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira amarela;

3. De até 100% (cem por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira verde.

II - Ensino Médio:

1. De até 40% (quarenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira laranja;

2. De até 60% (sessenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira amarela;

3. De até 100% (cem por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira verde.


Rede privada


As escolas particulares, vinculadas ao sistema estadual de Educação, deverão funcionar seguindo as normativas dos municípios em que estão localizadas, em respeito à autonomia federativa dos entes municipais para fins de instituir protocolos que visem evitar a propagação da Covid-19, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal. Caberá às autoridades de saúde e de Vigilância Sanitária municipais fazer o acompanhamento e a fiscalização do cumprimento dos protocolos sanitários.

Degase ganha Biblioteca Monteiro Lobato em Volta Redonda


A unidade do Degase (Departamento Geral de Ações Socieducativas), em Volta Redonda, agora conta a Biblioteca Monteiro Lobato. O espaço climatizado foi organizado pela OAB-VR (Ordem dos Advogados de Volta Redonda) -, e conta com livros de temas variados, e vai beneficiar, de imediato, 71 jovens e adolescentes. A vice-presidente da comissão responsável pelo projeto, a advogada Tamires Cristina Feijó de Freitas, acrescentou que as doações de livros didáticos, lazer, romances, educativos, gibis e até mesmo gastronomia, continuam.


Há ainda apostilas que auxiliam nos preparatórios para concurso público, além de livros complementares para disciplinas comuns como direito, matemática, português, economia, história e geografia.


A escolha dos temas foi resultado de um trabalho em equipe coordenado pela Comissão de Direito da Criança e Adolescência da OAB-VR em parceria dos advogados e comunidade.


Leitura é conhecimento aliado ao lazer. E foi pensando assim que trabalhamos para colocar esse projeto em prática, cuja meta principal é garantir a esses jovens e adolescentes, a oportunidade de novos horizontes, onde eles possam vislumbrar uma carreira de sucesso, após o cumprimento das medidas socioeducativas - disse o presidente da OAB, Rodrygo Monteiro.

Aluna do EJA participa de exposição de pinturas na escola


Teresópolis é a inspiração da estudante


Nunca é tarde para deixar aflorar o seu lado artista. É o que demonstra a aluna Helena Bandeira, que estuda na Educação de Jovens e Adultos (EJA), do Colégio Estadual Euclydes da Cunha, localizado em Teresópolis.


Aos 69 anos, a estudante da rede é uma artista de mão cheia e tem diversas pinturas de sua autoria. A paixão por esse tipo de arte era antiga, mas somente há seis anos, frequentando aulas na casa da cultura da sua cidade para entender mais sobre pintura, que Helena descobriu seu dom.


A estudante é tão talentosa que foi convidada, pela coordenação da escola onde estuda, para realizar uma exposição de suas telas.


— Me senti muito emocionada. Sempre me perguntei se ninguém olharia para minhas pinturas. E fui surpreendida com o convite - disse Helena com a voz embargada.

Apaixonada por Teresópolis, a aluna se inspira nas montanhas, cachoeiras e o ponto turístico mais cobiçado da cidade: o Dedo de Deus. Este é um pico com 1692 metros de altitude cujo contorno se assemelha a uma mão apontando o dedo indicador para o céu. É um monumento geológico da Serra dos Órgãos, que fica localizada na Serra do Mar, entre as cidades de Teresópolis, Petrópolis e Guapimirim.


— Estou no pedaço do paraíso. Minha cidade é abençoada. Nas pinturas coloco o Dedo de Deus e lindos pássaros. Agradeço muito a oportunidade de pintar usando cores e sendo livre para criar seguindo minhas inspirações - concluiu a aluna.

Ensino híbrido retorna em 69 municípios na próxima segunda-feira, dia 2 de agosto

São 69 municípios fluminenses com autorização para as atividades pedagógicas presenciais


No período de 02 a 06 de agosto, as escolas estaduais de 69 municípios fluminenses estão autorizadas a oferecer aulas no modelo de ensino híbrido (presencial e remoto).


Os municípios são: Angra dos Reis, Aperibé, Araruama, Areal, Armação de Búzios, Arraial do Cabo, Barra Mansa, Barra do Piraí, Bom Jardim, Cabo Frio, Cachoeiras de Macacu, Cambuci, Campos dos Goytacazes, Cantagalo, Cardoso Moreira, Carmo, Casimiro de Abreu, Comendador Levy Gasparian, Conceição de Macabu, Engenheiro Paulo de Frontin, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Itaocara, Itatiaia, Japeri, Macaé, Macuco, Mangaratiba, Maricá, Mendes, Mesquita, Miguel Pereira, Miracema, Natividade, Niterói, Nova Friburgo, Paracambi, Paraíba do Sul, Paraty, Paty do Alferes, Petrópolis, Pinheiral, Piraí, Porciúncula, Porto Real, Quatis, Quissamã, Resende, Rio Bonito, Rio Claro, Rio das Ostras, Rio de Janeiro, Santa Maria Madalena, Santo Antônio de Pádua, São Fidélis, São Gonçalo, São João de Meriti, São José do Vale do Rio Preto, São Sebastião do Alto, Sapucaia, Saquarema, Sumidouro, Tanguá, Três Rios, Valença, Varre-Sai, Vassouras e Volta Redonda.


Nesses casos, as unidades escolares poderão oferecer atividades pedagógicas presenciais, conforme prevê a Resolução nº 5.930/2021, publicada no dia 23 de abril, que estabeleceu protocolos e orientações complementares para o atendimento nas unidades escolares públicas e privadas do sistema estadual de ensino. Caberá aos responsáveis, ou alunos maiores de idade desses municípios, a opção pelo retorno presencial ou a permanência somente no ensino remoto.


As escolas deverão realizar as adequações necessárias ao seu plano de ação em vigor, de acordo com o planejamento alternativo previamente elaborado pelo estabelecimento de ensino. Caberá às direções a organização das atividades presenciais, observando a sua realidade, considerando o projeto pedagógico da unidade escolar, os docentes disponíveis, o distanciamento social e os protocolos sanitários.


As unidades dos demais 23 municípios permanecerão com ensino exclusivamente remoto e funcionarão apenas para atividades administrativas, como a retirada de material pedagógico e do kit alimentação, além de entrega de documentos e matrícula de alunos.


De acordo com o documento, em caso de bandeiras vermelha e roxa, as unidades escolares da rede pública estadual funcionarão apenas para atividades administrativas, como a retirada de material pedagógico e do kit alimentação, além de entrega de documentos e matrícula de alunos. As aulas, nesses casos, acontecerão somente de forma remota.


Já a partir das bandeiras de risco laranja, amarela e verde, as escolas estaduais poderão desenvolver atividades pedagógicas com os estudantes que tenham interesse em frequentar aulas presenciais, mediante a capacidade física da unidade, em sistema de rodízio, respeitando as normas de distanciamento. Também deverá ser observado o seguinte percentual diário de funcionamento:

I - Ensino Fundamental:

1. De até 50% (cinquenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira laranja;

2. De até 75% (setenta e cinco por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira amarela;

3. De até 100% (cem por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira verde.

II - Ensino Médio:

1. De até 40% (quarenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira laranja;

2. De até 60% (sessenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira amarela;

3. De até 100% (cem por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira verde.


Rede privada


As escolas particulares, vinculadas ao sistema estadual de Educação, deverão funcionar seguindo as normativas dos municípios em que estão localizadas, em respeito à autonomia federativa dos entes municipais para fins de instituir protocolos que visem evitar a propagação da Covid-19, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal. Caberá às autoridades de saúde e de Vigilância Sanitária municipais fazer o acompanhamento e a fiscalização do cumprimento dos protocolos sanitários.

Ex-aluna de Ciep estadual é aprovada para cursar direito na França

Aluna chegou a passar para UFF e PUC antes de escolher a Europa


Franciele Abreu, estudou na rede pública de ensino do Estado do Rio de Janeiro e conseguiu passar para a Universidade Paris Nanterre. A estudante, ex-aluna do Ciep 449 - Governador Leonel de Moura Brizola - Intercultural Brasil-França, vai viajar à Europa, onde vai cursar Direito.


Ela concluiu o Ensino Médio em dezembro de 2017 na unidade que integra a Secretaria de Estado de Educação, que fica em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Franciele Abreu, passou para o curso de farmácia na Universidade Federal Fluminense - UFF, em 2019, tendo migrado para Direito na PUC (Pontifícia Universidade Católica RJ), em 2020.


A vida de Franciele começou a mudar quando ela foi aceita para cursar Direito, em 2021, na Universidade Paris Nanterre, (Université Paris X – Nanterre). A instituição tem o segundo maior campi da França.


O novo idioma


Franciele entrou para o Ciep Brasil-França em 2015 para cursar o Ensino Médio sem ter conhecimento algum da língua francesa. Com aulas integrais e professores altamente capacitados, ela facilmente dominou o idioma, tendo alcançado a certificação máxima ofertada aos alunos (nível B2), fator determinante para sua recente aprovação em Nanterre. Agora, Franciele está acertando os últimos ajustes para a viagem e a previsão é que embarque para Paris em setembro.


Para contar essa e outras histórias, a Seeduc preparou uma reportagem especial que faz parte da série “Ensino que Transforma Vidas”. Clique aqui para ver o vídeo.

Seeduc rececebe representantes do Sepe

Nesta quarta-feira (28/07), foi realizada, na sede da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), um encontro com integrantes do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe). O secretário Alexandre Valle foi representado pelos subsecretários de Gestão de Ensino e de Gestão Administrativa, Joilza Rangel e Leonardo Moraes, respectivamente. A pauta em destaque foi o retorno seguro das aulas. Nesta semana, após o recesso escolar, as atividades pedagógicas reiniciaram no modelo híbrido (presencial e remoto), em 59 municípios fluminenses autorizados.


A subsecretária Joilza esclareceu que a Seeduc continua observando e seguindo todas as resoluções sobre o tema e, também, respeitando as bandeiras, as orientações da Secretaria de Estado de Saúde e os decretos municipais.


– Nada mudou com relação aos cuidados na preservação da saúde de nossos alunos e servidores. Nesse reinício das aulas, também criamos um grupo de trabalho, que envolve assistentes sociais da sede e profissionais das regionais, para promover o acolhimento nas escolas, necessário nesse momento que merece toda a nossa atenção – informou a professora Joilza.


Com relação aos protocolos sanitários, o subsecretário Leonardo Moraes explicou que todas as unidades escolares receberam orientações e recursos para adquirir e implementar as ações determinadas na Resolução nº 5.930/2021, publicada no dia 23 de abril.


– As escolas continuam preparadas para receber os alunos. As equipes das nossas Regionais Administrativas estão acompanhando o cumprimento das determinações e nos mantendo informados – esclareceu.


A Seeduc estabeleceu um canal direto de comunicação para que o Sepe envie informações e denúncias sobre possíveis quebras desses protocolos.


Outros pontos colocados na reunião foram a renovação das matrículas das turmas de Educação de Jovens e Adultos-EJA, descontos e pagamento do Nova Escola.


Estiveram presentes pela direção do sindicato, Alex Trentino, Luiz Guilherme Santos, Maria Oliveira Penha, Daniela Couto e Flávio Lopes.


Uma nova reunião foi agendada para a segunda quinzena de agosto.

Ensino híbrido retorna em 59 municípios na próxima segunda-feira, dia 26 de julho

Capital e 58 municípios fluminenses têm autorização para as atividades pedagógicas presenciais

Na semana de 26 a 30 de julho, as escolas estaduais de 59 municípios fluminenses estão autorizadas a oferecer aulas no modelo de ensino híbrido (presencial e remoto). Na capital, 259 unidades escolares têm autorização para o retorno. As demais cidades são: Angra dos Reis, Aperibé, Araruama, Areal, Armação de Búzios, Arraial do Cabo, Barra Mansa, Barra do Piraí, Belford Roxo, Cabo Frio, Cambuci, Campos dos Goytacazes, Cantagalo, Cardoso Moreira, Carmo, Casimiro de Abreu, Comendador Levy Gasparian, Conceição de Macabu, Engenheiro Paulo de Frontin, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Itaperuna, Japeri, Macaé, Macuco, Magé, Mangaratiba, Maricá, Mendes, Miguel Pereira, Miracema, Natividade, Nilópolis, Niterói, Nova Friburgo, Paracambi, Paraíba do Sul, Paraty, Petrópolis, Pinheiral, Piraí, Porciúncula, Porto Real, Quatis, Quissamã, Resende, Rio Bonito, Rio das Ostras, Santa Maria Madalena, São Gonçalo, Saquarema, Tanguá, Três Rios, Valença, Varre-Sai, Vassouras e Volta Redonda.


Nesses casos, as unidades escolares poderão oferecer atividades pedagógicas presenciais, conforme prevê a Resolução nº 5.930/2021, publicada no dia 23 de abril, que estabeleceu protocolos e orientações complementares para o atendimento nas unidades escolares públicas e privadas do sistema estadual de ensino. Caberá aos responsáveis, ou alunos maiores de idade desses municípios, a opção pelo retorno presencial ou a permanência somente no ensino remoto.


As escolas deverão realizar as adequações necessárias ao seu plano de ação em vigor, de acordo com o planejamento alternativo previamente elaborado pelo estabelecimento de ensino. Caberá às direções a organização das atividades presenciais, observando a sua realidade, considerando o projeto pedagógico da unidade escolar, os docentes disponíveis, o distanciamento social e os protocolos sanitários.


As unidades dos demais 33 municípios permanecerão com ensino exclusivamente remoto e funcionarão apenas para atividades administrativas, como a retirada de material pedagógico e do kit alimentação, além de entrega de documentos e matrícula de alunos.


De acordo com o documento, em caso de bandeiras vermelha e roxa, as unidades escolares da rede pública estadual funcionarão apenas para atividades administrativas, como a retirada de material pedagógico e do kit alimentação, além de entrega de documentos e matrícula de alunos. As aulas, nesses casos, acontecerão somente de forma remota.


Já a partir das bandeiras de risco laranja, amarela e verde, as escolas estaduais poderão desenvolver atividades pedagógicas com os estudantes que tenham interesse em frequentar aulas presenciais, mediante a capacidade física da unidade, em sistema de rodízio, respeitando as normas de distanciamento. Também deverá ser observado o seguinte percentual diário de funcionamento:


I - Ensino Fundamental:

1. De até 50% (cinquenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira laranja;

2. De até 75% (setenta e cinco por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira amarela;

3. De até 100% (cem por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira verde.

II - Ensino Médio:

1. De até 40% (quarenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira laranja;

2. De até 60% (sessenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira amarela;

3. De até 100% (cem por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira verde.


Rede privada


As escolas particulares, vinculadas ao sistema estadual de Educação, deverão funcionar seguindo as normativas dos municípios em que estão localizadas, em respeito à autonomia federativa dos entes municipais para fins de instituir protocolos que visem evitar a propagação da Covid-19, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal. Caberá às autoridades de saúde e de Vigilância Sanitária municipais fazer o acompanhamento e a fiscalização do cumprimento dos protocolos sanitários.


Aulas na rede estadual começam nesta segunda-feira (26/07)

O retorno das atividades será no modelo híbrido ou somente remoto dependendo das restrições de cada município

Na próxima segunda-feira, dia 26 de julho, recomeçam as aulas na rede estadual de ensino do Rio de Janeiro. O retorno nesse segundo semestre vai acontecer no modelo híbrido (remoto e presencial) ou somente remoto, conforme prevê a Resolução nº 5.930, publicada em 23 de abril. O documento estabelece protocolos e orientações para o atendimento nas unidades escolares públicas e privadas do sistema estadual de ensino. Assim, as atividades estarão condicionadas às bandeiras de classificação de risco da Secretaria de Estado de Saúde – órgão competente para orientar sobre a possibilidade ou não da retomada segura das aulas em todos os municípios – e aos decretos municipais. Caberá aos estudantes, pais ou responsáveis, a opção pelo retorno presencial ou a permanência somente no ensino remoto.

No que se refere aos protocolos sanitários, para segurança dos estudantes e servidores, a Seeduc continua observando e cumprindo as medidas definidas na Resolução SEEDUC Nº 5873 de 01 de outubro de 2020. O documento estabelece as adequações necessárias para a oferta das atividades presenciais em todas as unidades escolares. As escolas mantém a organização dos espaços para garantir o distanciamento exigido, utilizam dispensers para álcool em gel 70%, usam tapetes sanitizantes e sinalização para distanciamento social nas áreas comuns. Também disponibilizam equipamentos de proteção individual (EPIs), como luvas para os profissionais, além de máscaras para servidores e estudantes. Além disso, nas escolas e unidades administrativas da pasta são afixados cartazes com os protocolos de segurança.




Sobre o ensino híbrido (presencial e remoto)

De acordo com a Resolução no. 5.930, em caso de bandeiras vermelha e roxa, as unidades escolares da rede pública estadual funcionarão apenas para atividades administrativas, como a retirada de material pedagógico e do kit alimentação, além de entrega de documentos e matrícula de alunos. As aulas, nesses casos, acontecerão somente de forma remota.

Já a partir das bandeiras de risco laranja, amarela e verde, as escolas estaduais poderão desenvolver atividades pedagógicas com os estudantes que tenham interesse em frequentar aulas presenciais, mediante a capacidade física da unidade, em sistema de rodízio, respeitando as normas de distanciamento. Também deverá ser observado o seguinte percentual diário de funcionamento:

I - Ensino Fundamental:

1. De até 50% (cinquenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira laranja;

2. De até 75% (setenta e cinco por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira amarela;

3. De até 100% (cem por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira verde.


II - Ensino Médio:

1. De até 40% (quarenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira laranja;

2. De até 60% (sessenta por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira amarela;

3. De até 100% (cem por cento) da capacidade de atendimento da unidade escolar, no caso de bandeira verde.

As escolas deverão realizar as adequações necessárias ao seu plano de ação em vigor, de acordo com o planejamento alternativo previamente elaborado pelo estabelecimento de ensino. Caberá às direções a organização das atividades presenciais, observando a sua realidade, considerando o projeto pedagógico da unidade escolar, os docentes disponíveis, o distanciamento social e os protocolos sanitários.


Sobre o ensino remoto

Para a oferta do ensino remoto, além do material didático impresso produzido pelos professores da rede, as aulas também acontecem pelo aplicativo Applique-se. Dentro do app, o usuário pode navegar 24h, nos sete dias da semana, sem utilizar seu pacote de dados. São mais de 6,5 mil materiais pedagógicos, entre videoaulas, podcasts e orientações de estudo. A ferramenta também disponibiliza acesso ao Google Classroom.

Para esse segundo semestre do ano letivo, a Seeduc lançou a metodologia “storytelling” para o Applique-se. A proposta, inovadora na rede, oferecerá conteúdos pedagógicos com uma narrativa diferenciada nos componentes curriculares Língua Portuguesa e Matemática. Os alunos vão poder aprender os conceitos básicos dos componentes curriculares por meio de contação de histórias, de gameficação e de jogos interativos em complemento ao material escrito e aos podcasts. Os alunos também podem acompanhar o conteúdo por meio de material impresso disponibilizado pelas unidades escolares, além da utilização do livro didático.


Rede privada

As escolas particulares, vinculadas ao sistema estadual de Educação, deverão funcionar seguindo as normativas dos municípios em que estão localizadas, em respeito à autonomia federativa dos entes municipais para fins de instituir protocolos que visem evitar a propagação da Covid-19, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal. Caberá às autoridades de saúde e de Vigilância Sanitária municipais fazer o acompanhamento e a fiscalização do cumprimento dos protocolos sanitários.

Governador sanciona lei que autoriza professores da rede estadual a ampliar carga horária

O governador Cláudio Castro sancionou a lei - de autoria do próprio Executivo - que autoriza que professores da rede estadual com jornada de trabalho de 16 horas aumentem sua carga horária para 30 horas, com salário proporcional à mudança. Antiga reivindicação da categoria do magistério, a nova legislação vale para os Docentes I, profissionais com licenciatura para atuar nos Ensinos Fundamental e Médio.


- É uma demonstração de como estamos olhando para os servidores e para a educação, que é o futuro do nosso Estado. Estamos num processo de retomada e essa nossa iniciativa vai melhorar a oferta de aulas para os alunos. Remunerar melhor esses heróis e investir em qualidade de ensino - afirmou o governador Cláudio Castro.


De acordo com a nova lei, a administração da Secretaria de Estado Educação (Seeduc) avaliará os pedidos de migração de jornada dos professores que solicitarem o benefício, priorizando as disciplinas que possuam matriz curricular compatível com a carga horária ampliada.


- Além de atender uma demanda antiga da categoria, essa iniciativa reduz a carência por professores na rede. Importante sobretudo nesse momento de pandemia. Tenho certeza que o impacto virá na melhor aprendizagem do aluno - explicou Alexandre Valle, secretário de Estado de Educação, ressaltando que todos os benefícios já conquistados pelos professores serão mantidos.


Uma comissão mista - composta por representantes da Seeduc e do sindicato que representa a categoria- será responsável por regulamentar os critérios de validação da mudança de jornada no âmbito administrativo.

Clique aqui e acesse o D.O sobre o assunto.

Programa Formação Pela Escola inicia a capacitação de 53 novos tutores

A Superintendência de Desenvolvimento de Pessoas juntamente com a Coordenação Estadual do Programa Formação Pela Escola iniciou a capacitação de 53 novos tutores de diferentes municípios do Rio de Janeiro. No dia 12 de julho ocorreu o primeiro encontro síncrono do percurso formativo dos novos tutores. A formação irá durar 40 dias e posteriormente os futuros tutores poderão ofertar em seus municípios os cursos disponíveis no catálogo do Programa Formação pela Escola.

O Programa Formação pela Escola é um processo de formação continuada, por meio da oferta de cursos na modalidade de educação a distância, objetivando contribuir para o fortalecimento da atuação dos agentes e parceiros envolvidos com a execução, o monitoramento, a avaliação, a prestação de contas e o controle social das ações e programas educacionais financiados pelo FNDE.

O curso formação de tutores tem como objetivo capacitar tutores para atuarem no Programa Formação pela Escola, descrevendo as principais ações e procedimentos concernentes ao bom desempenho da tutoria no âmbito do Programa.

Os municípios que ainda não fizeram adesão ao Programa Formação Pela Escola podem obter mais informações sobre o programa e a formação de tutores através do e-mail formacaopelaescola@educacao.rj.gov.br.

Degase oferece 50 vagas de estágio em diversas áreas

Estão abertas as inscrições para estágio no Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase). De acordo com edital, publicado no último dia 9, quem tiver interesse em uma das vagas disponíveis terá até o próximo dia 22 para se candidatar.



Ao todo são 50 vagas disponíveis, para estudantes de graduação dos cursos de Administração, Farmácia, Musicoterapia, Terapia Ocupacional, Pedagogia, Psicologia, Serviço Social. O local de atuação varia entre capital e demais municípios do estado onde haja uma unidade de cumprimento de medida socioeducativa e o candidato deverá optar pelo local no ato da inscrição, não podendo a opção ser alterada posteriormente.



A novidade do edital é que, devido ao período de distanciamento social, foram oferecidas algumas vagas para estágio na modalidade remota, com as horas a serem combinadas pelo profissional responsável pelo acompanhamento das atividades do estagiário. A seleção será para preenchimento imediato de vagas, porém haverá cadastro de reserva com possibilidade de chamada até o primeiro semestre de 2022.



A comissão organizadora e avaliadora é composta pela equipe da Divisão de Estudo, Pesquisa e Estágio, da Escola de Gestão Socioeducativa Paulo Freire (DEPE/ESGSE). A divulgação do resultado será no dia 16 de agosto, após o período de interposição de recursos.



As inscrições deverão ser realizadas pela internet, no portal da ESGSE no site do Degase, onde também é possível baixar e ler o edital na íntegra. O candidato deve ficar atento a todos os requisitos exigidos pelo edital pois

a materialização da inscrição implica no conhecimento e na tácita aceitação, por parte do candidato, das normas e condições estabelecidas nele.

Seeduc e Colégio do Corpo de Bombeiros Militar se reúnem para avaliar investimentos no ensino

Oficiais responsáveis pelo I e II Colégios do Corpo de Bombeiros Militar (CCBM) se reuniram nesta quinta-feira (15/7), com o secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, para solicitar apoio da Seeduc em investimentos nas duas unidades de Ensino Médio da corporação.


As pautas foram apresentadas e a pasta pretende dar todo o apoio necessário aos comandantes para que possam continuar a realizar o trabalho com seus alunos. Valle lembrou que a Seeduc e o Corpo de Bombeiros são entidades do Estado e devem servir a população sempre.


Representando o I-CCBM, localizado em Volta Redonda, o segundo tenente, Robson Azevedo, falou sobre as dificuldades enfrentadas: “Não tínhamos verbas destinadas especificamente para os colégios, então procuramos a Seeduc para ver se poderiam nos apoiar e saímos daqui lisonjeados pela recepção. Conseguimos até além dos nossos pleitos, com isso poderemos dar excelente qualidade de ensino aos nossos alunos, gerando mudanças na vida desses jovens que em geral são carentes”, disse.


Já o capitão, Emílio Mendonça, comandante do II CCBM, que fica em Miguel Pereira, declarou: “Não vínhamos tendo o apoio esperado, agora tudo mudou! É nítido que a Seeduc compreendeu que estamos aqui para somar forças. A demonstração de carinho com os colégios foi surpreendente e renovaram as nossas esperanças. Vamos fazer um trabalho de excelência”, declarou.

Seeduc promove atividades culturais e de lazer nas escolas do sistema socioeducativo

Seeduc promove atividades culturais e de lazer nas escolas do sistema socioeducativo

Projeto ‘Educação em Movimento’ é voltado para adolescentes e jovens que cumprem medidas no Degase


Mesmo durante o recesso escolar, as atividades continuam nas sete unidades escolares que funcionam no sistema socioeducativo. Até o dia 23 de julho, a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) promove o projeto ‘Educação em Movimento’ que leva lazer, integração e aprimoramento sociocultural aos adolescentes e jovens que cumprem medidas nas unidades de internação do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase).


Além da exibição de vídeos, estão sendo oferecidas diversas atividades, como: jogos de tabuleiro, nutrição e grafite, horta suspensa e trabalhos artísticos, nas seguintes unidades escolares: C.E. Luiza Mahin (Rio de Janeiro - Cense - Antônio Carlos Gomes Costa); C.E. Candeia (Rio de Janeiro - Escola João Luiz Alves); C.E. Padre Carlos Leôncio da Silva (Rio de Janeiro - Cense - Dom Bosco /CENSE Ilha/ Cense Maria Luiza); C.E. Jornalista Barbosa Lima Sobrinho (Belford Roxo – CAI Baixada); C.E. Rui Barbosa (Campos dos Goytacazes - Cense Professora Marlene Henrique Alves); C.E. Irmã Terezinha de Barros (Volta Redonda - Cense Irmã Assunción de La Gándara Ustara); C.E. Gildo Candido da Silva (Nova Friburgo)


As ações acontecem nos períodos manhã e tarde, de acordo com as especificidades de cada unidade. Diante da pandemia de Covid-19, todos os protocolos sanitários e de distanciamento estão sendo respeitados.

Por conta do recesso escolar não divulgaremos, nas próximas duas semanas

A Secretaria de Estado de Educação informa que as atualizações do bandeiramento por município do risco de transmissão de Covid-19 não serão mais realizadas ao longo das duas próximas semanas.


Devido ao recesso escolar, de 12 a 23 de julho, não será necessário relatar quais cidades estão habilitadas às aulas presenciais nesse período.


Lançamento da nova metodologia para aulas remotas na plataforma de ensino Applique-se

Na tarde desta sexta-feira (9/7), no auditório da Seeduc, no Santo Cristo, foi lançada a nova metodologia para aulas remotas na plataforma de ensino Applique-se, o “storytelling”. A proposta inovadora vai oferecer, no segundo semestre deste ano letivo, conteúdos pedagógicos com uma narrativa diferenciada.


O secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, e a subsecretária de Gestão de Ensino, Joilza Rangel, estiveram presentes no evento e homenagearam 30 professores representantes por suas valorosas contribuições ao projeto.


Entre as novidades estão o aprendizado de conceitos básicos dos componentes curriculares por meio de contação de histórias, de gameficação e de jogos interativos em complemento ao material escrito e aos podcasts.


Com essa nova proposta, a Seeduc tem como objetivo aumentar significativamente o interesse dos estudantes pelo aprendizado e obter resultados pedagógicos ainda mais relevantes.


Seminário marca o encerramento das Discussões do Novo Ensino Médio e da BNCC

O secretário de Estado de Educação, Alexandre Valle, abriu, nesta quinta-feira (08/07), o Seminário de Encerramento das Discussões do Novo Ensino Médio e da BNCC.


O evento, que aconteceu no formato on-line, teve como palestrante Eduardo Deschamps, ex-presidente do Conselho Nacional de Educação e consultor educacional, e contou com a presença do presidente do Conselho Estadual de Educação do Rio de Janeiro, Ricardo Tonassi.


O objetivo do seminário foi marcar o encerramento das discussões junto às regionais, unidades da rede estadual de ensino e comunidades escolares sobre o novo modelo de ensino.


Alexandre Valle agradeceu a presença dos convidados, destacou a participação de todos nesse trabalho de discussão desenvolvido pelos educadores da rede e desejou a todos um bom seminário.


–É um prazer estar com profissionais capacitados como os da nossa secretaria. Nesse trabalho, o futuro de nossos jovens está sendo traçado por gestores e educadores. Com ele, daremos um rumo que, estou certo, será vitorioso para toda a nossa sociedade.


A Superintendente Pedagógica, Elizângela Lima, agradeceu a todos os envolvidos nessa construção e a coordenadora de Ensino Médio, Flavia Costa, apresentou um resumo das etapas do Projeto de Discussão da BNCC e Novo Ensino Médio, com os resultados coletados nos debates, incluindo os anseios e desejos da comunidade escolar quanto à construção de um ensino mais atraente para os nossos estudantes.


Encerrando essa etapa da implementaçãodo Novo Ensino Médio, a subsecretária de Gestão de Ensino, Joilza Rangel, destacou o empenho de todos.


– Sabemos que a equipe da sede foi incansável e que foi possível contar com o empenho das regionais e equipes escolares que não mediram esforços na execução do projeto. Em 2022, vamos iniciar um novo e importante momento para a educação do nosso estado.


Renovação de matrícula para jovens e adultos na rede estadual de ensino começa nesta quinta-feira (8)